Top 5: Roteiros Nonsense

Nonsense é uma expressão inglesa que denota algo ou uma situação ilógica, absurda, desprovida de sentido ou de coerência. No cinema essa expressão tornou-se um gênero, trabalhando com o mundo do absurdo onde as ideias extravagantes e loucas de um personagem criam uma espécie de realidade paralela.

Roteiros nonsense fogem do comum e costumam fugir do bom senso também, mas selecionamos alguns filmes nonsense da melhor qualidade.

5º Almas à Venda (Cold Souls – 2009)

Com direção da estreante Sophie Barthes, Almas à Venda faz um humor nonsense sobre  tema surrealista. Em meio a uma crise existencial, Paul Giamatti (que interpreta ele mesmo), procura solução num laboratório particular conhecido como Armazém das Almas, que oferece alívio para almas cansadas. Ele decide extrair sua alma e, depois de uma tentativa fracassada de viver e atuar sem uma, aluga a suposta alma de um poeta russo. As coisas tomam um rumo inesperado quando ele encontra Nina (Dina Korzun), uma russa contrabandista de almas.

4° Um Homem Sério (A Serious Man – 2009)

Considerado um dos melhores filmes dos Irmãos Coen, Um Homem Sério mistura humor negro, situações inusitadas e totalmente nonsense. A comédia é ambientada em 1967, dentro de uma família judia, na qual Larry Gopnik (Michael Stuhlbarg) é um professor universitário de física que vê sua vida perder o controle quando sua esposa Judith (Sari Wagner Lennick), anuncia que quer o divórcio e diz que está apaixonada por um de seus amigos, Sy Ableman (Fred Melamed). Larry Gopnik passa por várias situações estranhas: sofre ameaças e sabotagens no trabalho, recebe tentativas de suborno dos alunos, é roubado pela própria filha e é provocado por uma vizinha que se bronzeia nua. No meio de toda essa confusão, Larry procura três rabinos para aconselhá-lo.

3° Donnie Darko (Donnie Darko – 2001)

O filme com direção de Richard Kelly é um completo conjunto surreal. A história se desenrola em uma atmosfera sombria, em uma pequena cidade dividida entre liberais e conservadores. Nesse turbilhão se encontra Donnie Darko (Jake Gyllenhaal), um garoto problemático com alguns traços de esquizofrenia. Em uma noite, um coelho monstro gigante acorda Donnie, salvando sua vida, pois, repentinamente, um motor de avião despenca do céu caindo exatamente na cama de Donnie. O coelho monstro gigante ainda profetiza que o mundo irá se acabar dentro de pouco tempo, este mundo, Donnie entenderá ser o mundo pessoal dele. Donnie se mostra dividido entre a realidade e suas alucinações, junto a isso, muitos questionamentos sobre o sentido da vida e, principalmente, da morte. O filme aborda temas da física teórica como a possibilidade de viagem ao tempo usando obras como de Stephen Hawking – Uma Breve História do Tempo e Roberta Sparrow – Filosofia da Viagem do Tempo.

2° Quero Ser John Malkovich (Being John Malkovich – 1999)

Dirigido por Spike Jonze, Quero ser John Malkovich surpreende do começo ao fim, com sua irreverência e enredo nonsense. Craig Schwartz (John Cusack) consegue um emprego de arquivista no andar 7/2, onde todas as pessoas andam encurvadas. Lá ele descobre um portal, localizado atrás de um pequeno armário, que o leva direto à mente de John Malkovich, onde pode permanecer por 15 minutos em um plano de primeira-pessoa como se fosse seus olhos e, logo depois, é lançado à margem de uma estrada. Impressionado com a descoberta, conta a Maxine (Catherine Keener), sobre sua maravilhosa experiência, e assim resolvem alugar a passagem para outras pessoas.

1° A Estrada Perdida (Lost Highway – 1997)

David Lynch criou um estilo único de fazer cinema caracterizando-se pelo surreal e os elementos violentos.  Seus filmes exibem personagens, situações, cenas insólitas que se situam no horizonte do nonsense, do realismo imaginativo, do aleatório. Em A Estrada Perdida, Fred Madison (Bill Pullman) é acusado, sob misteriosas circunstâncias, de matar sua esposa Renee (Patricia Arquette). Ele é condenado e preso, mas logo se vê transformado em um outro homem, Pete Dayton (Balthazar Getty), possuindo uma vida completamente diferente. Quando Pete é solto no seu corpo e na sua mente, as coisas ficam cada vez mais misteriosas e intrigantes quando se envolve com Alice, uma mulher igual a sua esposa morta.

1 comentário Adicione o seu

  1. Como não teve nenhum Monty Phyton nessa seleção???? O.o

    Curtir

Deixe uma resposta para Fernando Quirino Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s