Cinema Europeu com Eu, Anna (2012)

EAN_Poster

Título Original: I, Anna
País de Origem: Reino Unido, França, Alemanha
Direção: Barnaby Southcombe
Gênero: Supense, Policial, Drama

Eu, Anna é um suspense policial baseado no livro homônimo de Elsa Lewin. Primeiro longa eficientemente dirigido pelo inglês Barnaby Southcombe, o filme trata da solidão e suas consequências. A separação é a característica de todos os personagens do filme, onde cada um lida um problema pessoal diferente.

Anna (Charlote Rampling), é uma senhora entre a meia e a terceira idade, que tenta lidar com a solidão frequentando encontros de solteiros. Divorciada, vive em um apartamento com sua filha e a sua neta onde tenta lidar com seus lapsos de memória. Em um desses encontros, ela conhece George Stone (Ralph Brown). Ao sair do apartamento de Stone na manhã do dia seguinte, ela cruza com o inspetor Bernie (Gabriel Byrne) que estava no prédio investigando um assassinato que acabara de acontecer. Bernie, que há algum tempo sofria de insônia, se encanta com Anna e passa a segui-la até encontra-la em uma das festas de solteiros, onde ela costumava frequentar. Eles se envolvem amorosamente até que ele começa a encontrar provas do envolvimento de Anna no crime que ele investigava.

EAN_01

O filme é um policial noir, cujas fotografias possuem luz rebaixada, o que também transmite a melancolia dos personagens ao espectador. A narrativa do filme é lenta e o suspense tende a prender a atenção do público até o final da trama. As atuações também são de tirar o chapéu. Charlote Rampling foi a escolha perfeita para encarnar a personagem. Não é por menos, mãe do diretor Southcombe, que ciente da magnitude da atriz, disse que ao ler o livro, não pensou em ninguém mais do que Rampling para a personagem de Anna.

Gabriel Byrne também não fica para trás. Ator consagrado desempenhou o seu papel impecavelmente no filme. Ele e Rampling formaram a química perfeita para o noir. A ponta solta no roteiro foi a família de Stone. O roteiro não aprofundou nos personagens de Janet Stone (Jodhi May), ex-mulher de George e seu filho, um jovem problemático envolvido com drogas. Eles aparecem de forma rasa e sem um desfecho decente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s