[Coluna de quadrinhos] Webcomics Greg: O Contador de Histórias conquista público na net

Banner de Coluna de Quadrinhos Comic Strip

Por Francisco Costa

Ilustrador, quadrinista e professor de arte no ensino regular. Essa é a descrição de Marcio Rogério Gotland, criador da webcomics Greg: O Contador de Histórias, que é publicada semanalmente no site Outros Quadrinhos – uma ou mais páginas, sempre às quintas-feiras, liberadas gratuitamente.

Segundo o artista, tanto desenhar quanto escrever é algo que faz parte de sua vida desde a infância. Porém, ele destaca que dedicou mais tempo ao desenho. “Posso dizer que tive minha fase de escritor na adolescência. Na época levei alguns concursos regionais de contos e poesia. Hoje escrevo e desenho Greg: O Contador de Histórias, e vale lembrar que a HQ é derivada de um livro de ficção científica que escrevi e que estou revisando no momento: Cidade de Kant”.

greg o contador de histórias 2
A HQ de Marcio acompanha Gregório, um dos personagens do livro do quadrinista (Cidade de Kant)

Greg

A HQ de Marcio acompanha Gregório, um dos personagens do livro do quadrinista (Cidade de Kant). “É um daqueles personagens que ganham vida à medida que são desvelados pelo escritor”, diz ele e completa: “Ele é cativante e sua experiência de vida o transformou em um líder capaz de aglutinar a força dos jovens contra a tirania e ele faz isso contando histórias”.

Gotland explica que daí surgiu a proposta da adaptação, levando ao público, em forma de quadrinhos, as histórias contadas por Gregório. “A vantagem está na diversidade de cenários e temas. Por exemplo, a primeira história, intitulada Mandrágora, acontece na Galiza da Idade Média, já a próxima história, Pitaya y Pimienta, se passará na América pré-colombiana e todos vocês poderão conferir em breve”, destaca satisfeito.

O autor conversou mais sobre a história e o personagem. A entrevista completa você confere a seguir.

Entrevista

Caneta e Café – Como está o feedback da galera?

Marcio Rogério – Não vou negar que desde o início esperei feedback. Fato é que fui surpreendido pela quantidade e qualidade das críticas que recebi e venho recebendo, e não digo apenas das críticas positivas. Elas me deixaram feliz e motivado, não nego, mas também de opiniões que me ajudaram a melhorar no decorrer do processo de produção. Antes da estreia da webcomic no dia 12 de março eu já havia lançado uma edição especial na Comic Con Experience de 2014 e tive retorno de pessoas que leram, inclusive de pessoas importantes, como o Sidney Gusman e o Wellington Srbek, e assim, tive a oportunidade de revisar algumas coisas até a estreia. No momento estou terminando de linkar a segunda e última parte da história Mandrágora e posso dizer que esse retorno me ajudou a enxergar pontos cruciais para um trabalho melhor, tendo em vista o conceito, o processo e o produto final.

Caneta e Café – O que pode dizer das webcomics? São uma boa opção para quem está começando?

Para Marcio, as webcomics são uma boa opção para quadrinistas, principalmente os iniciantes
Para Marcio, as webcomics são uma boa opção para quadrinistas, principalmente os iniciantes

Marcio Rogério – Acredito que esta é uma boa opção para todos os quadrinistas. Se olharmos o cenário das webcomics no Brasil, veremos artistas consolidados como o Mario Cau e a Bianca Pinheiro publicando webcomics. Respondo a segunda pergunta com um sonoro sim, essa não é só uma boa opção para quem está começando, ela é a melhor, na medida que rompe barreiras territoriais, afinal, um quadrinista iniciante pode ter seu trabalho apreciado por pessoas de todos os locais do País e até do exterior. E devemos ter claro em mente que, quando se trata de pagar pelo produto, salvo raras exceções, o consumidor prefere o trabalho que já conhece. Cabe ao artista iniciante convidar o leitor para conhecer seu trabalho sem impor barreiras, e cá entre nós, o risco de gastar em algo que não é bom é uma barreira gigante.

Caneta e Café – Pretende lançar o Greg de forma impressa também?

Marcio Rogério – A impressão da HQ é a coroação da proposta, a cereja do bolo. O formato impresso tem suas vantagens, investe no trabalho as qualidades da materialidade, a possibilidade de tatear o livro, de sentir a folha, a textura e de olhar de maneira diferente do formato web, que parece efêmero e fugaz, afinal, quando descarregadas, se transformam em códigos binários e se desfazem de todas as linhas, manchas e cores. Além disso, sua materialidade exige uma relação física entre autor e leitor, principalmente no Brasil, onde o autor precisa estreitar a relação com o leitor, se quiser vender seu trabalho. Se Deus quiser, veremos Greg impressa em breve.

Caneta e Café – Tem outros trabalhos que gostaria de nos contar?

Marcio Rogério – Tive um passado produzindo HQs, mas, foi há bastante tempo, quando publiquei fanzines como o L’arc e Saga, e fiz algumas páginas da revista Ethora. Se foi importante? Foi, mas, superei aquela fase, assim como passei e superei o tempo que fiz charges políticas para jornal, ainda moleque. Depois tive minha experiência com a arte institucional, me graduei e pós-graduei em arte na Unesp, fiz museologia na USP, produzi gravura em metal e xilogravura no Atelier no Museu Lasar Segall, expus na Galeria de Arte da Unicamp e na Ward-Nasse de Nova York, virei professor de arte e como “um bom filho a casa torna”, voltei para os quadrinhos.

Caneta e Café – E quanto ao futuro? Sei que Greg ainda está no começo, mas já tem planos para as próximas obras?

Marcio Rogério – Além das manter a produção de Greg, estou preparando uma pequena HQ a ser produzida em aquarela, baseada em um dos Contos de Canterbury de Chaucer, ainda este ano. Também venho fazendo anotações e recolhendo material para um trabalho maior para 2016.

Mandrágora é o primeiro arco de histórias de Greg
Mandrágora é o primeiro arco de histórias de Greg

Caneta e Café – E o que você tem lido? Aconselha aos leitores de Greg, além de Greg, claro?

Marcio Rogério – Tenho lido bastante HQs nacionais e desculpe a expressão: caramba! A produção nacional vem evoluindo muito! Peço que deem uma chance aos brasileiros. Sei que vou cometer o erro de deixar de fora alguns nomes, mas não se ofendam, gostaria de listar todos que gosto, mas são muitos, mas fiquem de olho no Gabriel Arraes, Clayton inLoco, Raphael Fernandes e seus parceiros do Gibi Quântico, Aluísio Cervelle e Eduardo Ferigato, Victor Moura, entre outros publicando em formato impresso. De fora, estou lendo Noé de Darren Aronofsky, Era uma vez na França, de Fabien Nury e Sylvain Vallée, O Sono do Monstro de Enki Bilal, Dead Body Roady de Justin Jordan e Matteo Scalera e Dengue de Rodolfo Santullo e Matías Bergara. Em formato webcomic indico meus parceiros no Outros Quadrinhos, Contos do Cão Negro de Cesar Alcazar e  Fred Rubin e Dez Desejos do Douglas MCT, também as do Site Petisco do Cadu Simões, de fora, indico Stand Still Stay Silent, pelas cores da  Minna Sundberg.

Caneta e Café – Como vê o atual cenário nacional?

Marcio Rogério – Alguns veem como um cenário ruim e decadente, principalmente quando se olha para o quanto se vendeu de HQs no passado, eu vejo como uma grande oportunidade e espero ter força e recursos suficientes para aproveitar. Mas essa oportunidade não é de graça. É preciso empenho e noção de realidade para conquistar leitores do zero, sim. É para os não leitores que devemos olhar e colocar nossa meta, e cara, olhar para a fatia de leitores e brigar por ela é frustrante. Que tal olhar para a outra fatia da pizza? Ela é muita grande, o cenário nacional de quadrinhos não se encerra nos poucos que consomem quadrinhos, é preciso olhar o gráfico inteiro.

Caneta e Café – Algo mais?

Marcio Rogério – Primeiro agradecer a oportunidade e parabenizar o trabalho de vocês! Desejo muita sorte! Depois o Jabá (risos)! Não deixem de acompanhar nosso trabalho:

facebook.com/gregwebcomic

www.marciorgotland.com

marciorgotland@yahoo.com

Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s