[Coluna de quadrinhos] Autores falam sobre HQ Rumble Bots e mais

Por Francisco Costa

Na última semana noticiamos sobre a adaptação do game mobile Rumble Bots para os quadrinhos (16 páginas, 17 x 26 cm, R$ 7,50). A obra tem assinatura do duo Aicopop, composto pelos quadrinistas de São Paulo De Sorel e Mauro Salgado.

Então, para saber mais sobre esta HQ de brigas de robôs procuramos os artistas para bater um papo. O resultado você confere a seguir.

Primeira temporada de Rumble Bots terá 10 edições

Primeira temporada de Rumble Bots terá 10 edições

Entrevista com De Sorel (roteirista)

Caneta e Café – Como surgiu a ideia de criar o Duo Aicopop? E o que esse nome quer dizer?

De Sorel – Fazer parte de um grupo sempre foi para nós unir o melhor de cada para suprir as faltas um do outro. Como usar duas pessoas para criar um artista só, daí vem a ideia de ter um nome que nos representasse juntos. O processo de criação do nome foi muito parecido com todo nosso processo de criação, inclusive das histórias. Fizemos um brainstorm com coisas que gostávamos aleatoriamente e depois raciocinamos sobre o resultado disso. No caso do nome queríamos algo que soasse bem sonoramente e graficamente. Aiko é o nome de uma cantora japonesa e pop é pop. Amamos a cultura pop, logo não tem um significado direto, mas indiretamente significa nossa postura diante da criação e da magia do pop.

Caneta e Café – Rumble Bots é a primeira história de vocês? Fale um pouco sobre ela.

De Sorel – Aicopop foi criado em meados de 2002, quando fizemos zines juntos, então nossa parceria nos quadrinhos vem desde essa época. Mas de lá pra cá houve um hiato grand­­­e e Rumble Bots marca nosso retorno aos quadrinhos, desta vez com uma postura e comprometimento diferentes.

A HQ é uma série pop sobre batalhas de robôs. O diferencial dela para outras histórias similares é que estamos sendo mais fiéis ao que são as batalhas de robôs reais. Uma história de ação divertida, mas onde também queremos retratar o fim da adolescência, um momento em que é depositada pressão no jovem para que ele tome decisões que podem definir toda sua vida. São robôs e vidas em conflito.

Caneta e Café – E por que adaptar um game?

De Sorel – O Mauro fez parte da criação do jogo e existe a possibilidade de que aconteça uma continuação dele. Então, a princípio Rumble Bots era para ser um subproduto do game, mas a medida em que fomos trabalhando nele o projeto acabou tomando vida própria e ter sido inspirado num jogo passou a ser apenas um detalhe de sua criação, felizmente.

Caneta e Café – Como isso funcionou? Em relação a história e aos direitos da obra?

De Sorel – O interessante de trabalhar a partir do jogo é que ele estava muito em aberto para que a criação tomasse muitos rumos. Além do que foi um exercício muito interessante trabalhar a partir de algo já estabelecido e ressignificar, colocando sua personalidade dentro dele. Posso dizer que o resultado em que estamos chegando é inusitado. Já quanto aos direitos autorais não tivemos problemas já que o Mauro é um dos criadores do jogo. Apenas tomamos o cuidado de creditar a empresa desenvolvedora na HQ.

Caneta e Café – Quantas edições terão o título e qual a regularidade?

De Sorel – Estamos programados para dez edições que formam uma temporada da série. Temos ideias para mais duas temporadas, mas isso vai depender da recepção que Rumble Bots terá e dos nossos projetos futuros.

Caneta e Café – Em relação a distribuição e venda, como vai funcionar?

De Sorel – Já estamos negociando com as comic shops de São Paulo. Ao menos uma delas terá a venda online. Além disso, firmamos parceria com uma empresa de robótica interessada em promover a cultura de robôs na América Latina, a Robocore. Nossas revistas estão à venda no site deles também. Fora isso vamos fazer o que todos fazem, vender em eventos que participarmos e através da nossa página no Facebook.

Caneta e Café – Algo mais a dizer?

De Sorel – Curtam nossa página e me sigam no Facebook. As novidades estão sempre por lá.

Entrevista com Mauro Salgado (desenhista)

Caneta e Café – Quais suas influências nos quadrinhos?

O desenhista Mauro Salgado fez parte, também, da equipe de criação do game

O desenhista Mauro Salgado fez parte, também, da equipe de criação do game

Mauro Salgado – São diversos os artistas que acabam influenciando meu trabalho, mas eu sempre me pego olhando o trabalho do Paul Pope e do James Hewlett. Tenho visto o trabalho do Jefferson Costa e dos irmãos Bá e Moon. O principal motivo de citá-los é pelo método de trabalho desses artistas, que traçam, colorem e boa parte das vezes fazem o próprio letramento.

Caneta e Café – Como é desenhar a HQ Rumble Bots e como é a relação com o roteiro do De Sorel?

Mauro Salgado – Desenhar Rumble Bots é bem divertido. Ainda estou tentando acertar o método de produção desde os esboços até as cores, mas faz parte do trabalho mesmo. Tenho buscado colocar uma ou outra referência pop no gibi, como nas cores que tem uma vibe Vapor Wave, anos 80. Sobre o roteiro, é bem sossegado trabalhar com o De Sorel. Trabalhamos juntos há muito tempo e se rola alguma dúvida ou sugestão conversamos e chegamos em uma solução em comum.

Caneta e Café – Como vocês dois se conheceram?

Mauro Salgado – Nos conhecemos na antiga escola Fábrica de Quadrinhos e atual Quanta Academia de Artes. Lá nós criamos, com um grupo de amigos, o zine Vasos e Baratas e depois, já como Aicopop, criamos o zine Gibi Colt.

Caneta e Café – Fale um pouco de seus quadrinhos para nós.

Mauro Salgado – Comecei com os zines e uma hora ou outra fiz alguma HQ curta. Participei da revista Subversos e do álbum Automatic Lover, do Guilherme Fonseca.

Caneta e Café – Sei que é cedo, mas a Aicopop já tem outro projeto? Pode nos revelar?

Mauro Salgado – Nós temos projetos que gostaríamos de tocar, um deles é o Geração Terrorista, que logo começaremos a divulgar alguma coisa. Fiquem atentos!

Caneta e Café – Gostaria de acrescentar algo?

Mauro Salgado – Passem no meu site lostmauro.com.

rumble-bots

O game pode ser adquirido nos seguintes links: iOS, Android.

Francisco Costa é jornalista, especialista em marketing e comunicação digital e fã de quadrinhos – jor.francisco.costa@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s