[Coluna de quadrinhos] Top 5 tretas em quadrinhos goianos

Por Ana Amélia

Tudo começa com uma treta, inclusive as HQs que eu selecionei para essa minha “estreia” oficial na Coluna de Quadrinhos. O fato de eu estar escrevendo aqui já é uma treta por si só. Algumas tretas nos ajudam a nos redescobrir, ou conhecer de verdade alguém que a gente “pensa” que conhece. Então escolhi 5 histórias em quadrinhos de autores locais (e tem uns forasteiros também), que vai desde as tretas existenciais, passa pelas tretas dos 100 anos, faz uma curva nas tretas de um apocalipse zumbi, e termina na treta entre vizinhos. Vish, é muita treta!

O Diário de Virgínia – Cátia Ana: A Treta da Expectativa

Quando você é uma garota tímida, insegura e com baixa autoestima tudo que você não pode fazer é alimentar sua expectativa com o medo. A autora Cátia Ana nos mostra isso em traços leves e em preto e branco, no seu Diário de Virgínia que é um “pouquinho” autobiográfico, mas qualquer pessoa que passou por um período de depressão similar se identifica facilmente.

Afinal de contas quem nunca teve dificuldades de entender a si mesmo? É normal, é uma fase, é um processo, alguns reagem bem outros alimentam as expectativas de forma errada. E a Cátia é delicada na forma de explicar os altos e baixos que a gente passa durante a vida, essa treta interna que mexe com a gente que as vezes nos paralisa e nos sufoca, mas que uma hora, ou outra a gente acaba aprendendo a lidar.

O Diário de Virgínia pode ser encontrado em formato HQtrônico e impresso.

Metrô – Incoerente Coletivo: A Treta Existencial

Quem nunca teve divagações no transporte público? O Metrô é uma zine cheia de histórias curtas, com altas doses de crises existenciais kafkianas escrita e desenhada pelo sexteto de Brasília: Incoerente Coletivo.

A zine acompanha diversas personagens em um dia comum numa estação de metrô sob o “olhar” de uma garota cega, que vive sua vida rotineira. O mundo está acontecendo em nossa volta, e a gente nem vê porque na maioria das vezes estamos ocupados demais pensando em como vai fazer para pagar aquela conta atrasada, ou no que vai ter para o jantar, ou como impressionar aquele “crush”.

Dino Motta, Eduardo Calazans, Filipe Henz, Guilherme Lacerda, Lucas Fernandes e Marmota fazem do Metrô seu microcosmo em um formato novo do que eles já estavam acostumados a trabalhar, porém a qualidade e o conteúdo reflexivo continuam os mesmos.

Metrô foi lançado em 2016, inaugurando as publicações do Selo Formatinho.

Louis De Dampierre – Francisco Costa e Glauber Lopes: A Treta Familiar

Um filho bastardo do rei com uma druída, na França durante o século XIV, na época da Guerra dos 100 anos, se isso não é uma boa treta meus amigos, eu não sei mais o que é tretarLouis De Dampierre é um bastardo que vive em conflito consigo, uma parte dele quer manter a natureza pacifica e em equilíbrio, mas em contraparte ele ainda anseia por querer se mostrar digno a seu pai. Enquanto enfrenta a rejeição da madrasta e do meio irmão, e uma população em fúria.

Louis De Dampierre é uma treta histórica direta do fim do período da magia em formato mangá, escrita por Francisco Costa (esse é meu patrão!) e Glauber Lopes na arte e roteiro.

Sob Olhar dos Famintos – Thiago Dornelas: A Treta Apocalíptica

São seis histórias de zumbis em Sob o Olhar dos Famintos

De maneira simples, Sob Olhar dos Famintos narra em seis capítulos seis histórias de personagens diferentes. Cada arco tem vida própria, ou melhor dizendo, tem um enredo vivo-morto próprio.

Existe a narrativa central que é clássica: como se sobrevive a um apocalipse zumbi. Mais aí entra a questão delicada que é: como sobreviver a um apocalipse zumbi no Brasil. Não se sabe ao certo como a praga se espalhou, só que tudo aconteceu muito rápido, e os seres humanos tiveram que provar na prática como nos adaptamos a uma nova realidade. Alguns se organizam em sociedade, outros em facções, tem gente que apenas se esconde, enquanto outros lutam para sobreviver.

Sob Olhar dos Famintos foi lançada recentemente se você quer falar de treta e de zumbi é só procurar o Thiago Dornelas, um quadrinista cheio de manias e todo dengoso.

665 The Neighbor of the Beast A vizinha da Besta – Tiago Holsi: A Treta Infernal

Escrever quadrinhos já é algo visto como “marginal”, imagina quando alguém tem a ideia fantástica de escrever uma história sobre o Diabo? É isso mesmo que você leu 665 The Neighbor of the Beast A vizinha da Besta, narra o cotidiano do Tinhoso, Belzebu, Pé Preto, Caramunhão (seja lá qual for o nome você dá a ele) e sua vizinha Dona Graça.

Um livro ilustrado corajoso, em tempos de fanatismo religioso e uma assustadora onda conservadora. A vizinha da Besta quebra a barreira do “com isso não se brinca”, e nos traz uma história deliciosa e divertidíssima com tantas referências, que faria qualquer Capitão América ficar com os olhos brilhando por semanas.

A história é desenhada e escrita por Tiago Holsi, que soube brincar muito bem com as palavras e fanservices. Imagina só o Diabo morando no Edifício Babilônia, no apartamento 666, tendo como vizinha uma senhorinha chamada Dona Graça que tem um cachorrinho chamado Golias?

Esse foi meu TOP 5 de histórias treteiras, se você gostou bate palma, vai procurar as HQs pra ler e compartilha este post. Se você não gostou paciência.

Anúncios

2 comentários sobre “[Coluna de quadrinhos] Top 5 tretas em quadrinhos goianos

  1. Falando em treta, a entrega da HQ Sob o olhar dos famintos ta uma treta daquelas. Francisco, você consegue olhar com o Thiago quando o pessoal que apoiou o projeto dele pelo catarse vai receber? Já tem gente que recebeu, de outras cidades. Já tem gente que quer dinheiro de volta a um tempão também..
    Eu ainda só quero a HQ. Por email ele não responde mais. Consegue alguma informação?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s