Dia dos Namorados – Sem dinheiro, mas não sem romantismo

Mesmo em tempos de crise econômica, comemorar o Dia dos Namorados não sai de moda e casais optam por celebração mais modesta. Plataforma de permutas multilaterais permite presentear quem se ama sem uso de dinheiro

Em tempos de crise, o Dia dos Namorados pode até faltar aquela grana para dar um presente especial, mas não o amor necessário para se comemorar. Por isso muitos casais estão planejando uma celebração mais econômica, mas não menos romântica.

O jantar romântico em casa com um bom vinho e um delicioso prato será a opção de comemoração do casal formado pela jornalista Manoela Messias e o bacharel em direito Mercdiony Lucas Rodrigues da Costa. “Como ele está a procura de emprego preferimos investir num tempo de qualidade a sós do que num presente”, afirma Manoela que promete não economizar no romantismo da noite do Dia 12 de junho.

O gerente comercial Vitor Borges, 29, e o vendedor Lucas Schaefer, 22, já entraram e decidiram que também irão comemorar o Dia dos Namorados de forma mais modesta, mas sem abrir mão do romantismo. “Decidimos que vamos fazer um jantar em casa, até porque o Lucas irá Lucas trabalhar até as 22h, e também por ser algo mais íntimo e, claro, econômico, deixando o dinheiro que gastaríamos num jantar fora para ser investido em outras prioridades”, conta Vitor.

A chef gastronômica Heloise duarte, 24, também resolveu fazer algo intimista e surpreender o esposo Pedro Ferreira, 25, com um jantar romântico. Ela optou em comemorar o Dia dos Namorados em casa e irá preparar um cardápio especial para o seu marido. “Eu quero ver o meu eterno namorado radiante de felicidade e mesmo querendo economizar esse ano, não posso deixar a data passar em branco. Por isso faremos uma celebração mais reservada, porém cheia de amor”, explica Heloise.

Sem dinheiro?

Sendo assim, seguindo os exemplos anteriores e dentro de uma economia cada vez mais colaborativa e compartilhada, a falta de dinheiro definitivamente não pode ser desculpa para não se comemorar o Dia dos Namorados. É o que defende o casal de empresários Felippe Ribeiro Pires e Lilian Silva Araújo, que são donos da Coronel Moustache Barbearia que faz parte da XporY.com, plataforma de permutas multilaterais. A start up permite que empresas e prestadores de serviços disponibilizem produtos e serviços para serem trocados por X$ (a moeda virtual usada na plataforma) e que podem ser usados para a aquisição de bens e serviços de outros integrantes da plataforma.

Portanto, quem já é cadastrado na XporY.com, pode usufruir dos serviços prestados pela Coronel Moustache Barbearia e ficar bem bonito para curtir a noite do Dia dos Namorados com seu par. “Você pode presentear ou usar para ficar ainda mais bonito na noite dos namorados. Além de corte de cabelo masculino e barba, temos os serviços de barboterapia, tintura, selagem, limpeza de pele, massagem, design de sobrancelha, reflexologia e hidratação” diz Felippe.

O casal de empresários, que está no mercado de estética pessoal desde 2014, conheceu a XporY.com por meio de clientes da barbearia e amigos que já participavam da plataforma. Em junho de 2016 eles se cadastraram e desde então são só elogios. “Apesar de estarmos no começo ainda, já conseguimos atrair novos clientes. E o que mais me chamou a atenção na XporY.com foi a possibilidade de pagar usando sua ferramenta de trabalho, no meu ramo que é prestação de serviço é vantajoso às permutas”, afirma Lilian.

Sobre a XporY.com

Rafael Barbosa, empresário e fundador da plataforma XporY.com

Com o incentivo do programa Tecnova, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a A XporY.com existe desde 2014. A empresa promove troca de produtos e serviços entre empresários e prestadores de serviços cadastrados, sem o uso de dinheiro, por meio da moeda virtual X$, que é compatível com o Real.

O objetivo da star up é promover a economia colaborativa, mostrando uma outra alternativa para profissionais e empresas gerarem valor com aquilo que se tem disponível e gerar ganhos mútuos. A ideia foi replicada de iniciativas similares e bem sucedidas nos Estados Unidos.

Ao invés de cobrar em Reais, os integrantes da plataforma têm seus produtos e serviços valorizados em X, que são créditos que podem ser consumidos a qualquer momento junto a qualquer outra pessoa física ou jurídica cadastrada.  “Os profissionais continuam produtivos, as empresas mantém o seu giro de estoque e, de quebra, aumentam seu poder de compra. Sem falar que a XporY.com também funciona como uma vitrine porque expõe e divulga os profissionais e empresas cadastrados”, explica Rafael Barbosa diretor e fundador da XporY.

Outro diferencial da XporY.com é não ter custo na adesão e nem mensal, diferentemente de plataformas onlines nesse segmento que existem nos Estados Unidos, nas quais os participantes têm que pagar para entrar na “rede”, mais o custo de mensalidade. Com a XpoY.com, na hora de consumir, paga-se apenas uma taxa de 10% em reais sobre o valor da compra.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s