[Coluna de Quadrinhos] Felipe Cagno, um case de sucesso nos sites de financiamento coletivo. Saiba o que ele tem a dizer

Felipe Cagno já é figura carimbada por aqui. Já bateu um papo com a gente AQUI e AQUI. Desta vez, resolvemos conversar sobre o uso regular dos sites de financiamento coletivo e a produção periódica de quadrinhos, projetos de modo geral e, claro, sobre as dicas para quem entrar nessa. Quer saber o resultado da conversa? Confere abaixo.

Felipe Cagno é case de sucesso em sites de financiamento coletivo

Entrevista

Caneta e Café – Você é um grande entusiasta do Catarse e um case de sucesso. É praticamente um editora em periodicidade utilizando a plataforma. Fale sobre isso para nós.

Felipe Cagno – A primeira campanha sempre é a mais difícil, mas se você fizer o seu trabalho direito na entrega das recompensas enviando algo de qualidade e dentro do prazo para os apoiadores, você vai começar a ter uma base de fãs ávidos por mais.

O financiamento coletivo, para quadrinhos, não deixa de ser uma pré-venda ou um pacote de assinaturas, e foi assim que encontrei uma maneira de trabalhar e viver só de HQs no Brasil. Quanto mais se produz com qualidade, maior a base de leitores, maior o financiamento coletivo. O segredo então é nunca desistir e ir pulando de campanha em campanha, colocando sempre o apoiador em primeiro lugar. Dessa forma que consigo manter uma periodicidade de editora mesmo que não trabalhando no mesmo volume. É preciso produzir sempre e ralar longas horas.

Caneta e Café – A Ruiva (Few and Cursed) é seu mais novo trabalho, que vem saindo dessa forma, periódica. Fale um pouco desse projeto, a que pé está, quantas edições terá.

Felipe Cagno – A série The Few and Cursed é atualmente meu principal foco de produção, com dois títulos dentro do mesmo universo: a mini-série Os Corvos de Mana’Olana, em seis partes; e a antologia em volume único As Crônicas de The Few and Cursed.

Os Corvos de Mana’Olana já tiveram duas edições lançadas aqui no Brasil e lá fora, através do Kickstarter, e atualmente estamos no meio da produção da terceira. O plano é lançar até o final deste ano as edições 3, 4 e 5.

Já as Crônicas entraram no Catarse nesta quarta, 21, com curtas histórias, neste mesmo universo, produzidas por alguns dos maiores artistas do Brasil.

Material entra nesta quarta, no Catarse

Caneta e Café – Relacione para nós todos os seus projetos já publicados via financiamento coletivo.

Felipe Cagno – Lost Kids: Buscando Samarkand; 321: Fast Comics Vol. 1 e Vol. 2; The Few and Cursed #1 e #2; Classified #1 e Escolhas. As Crônicas de The Few and Cursed esperamos que siga o mesmo caminho e atinja pelo menos sua meta inicial.

Caneta e Café – Qual dica dá para quem quer usar essas plataformas?

Felipe Cagno – Não entre no Catarse para fazer dinheiro e sim para formar leitores e apoiadores. Isso significa que é sempre melhor pedir o mínimo necessário para a realização de um projeto, mesmo que o criador tenha que cobrir uma diferença. Seja realista com a meta inicial, é ela que vai decidir o sucesso do projeto.

Caneta e Café – Queremos saber, também, sobre seus trabalhos no mercado estadunidense. Fale um pouco deles.

Para o mercado americano Felipe escreveu uma história que antecipa o terceiro longa de O Planeta dos Macacos

Felipe Cagno – Eu lancei de forma independente, e através de financiamento coletivo via Kickstarter, todos os títulos citados acima.

Meu primeiro, e único, trabalho exclusivamente para o mercado americano até aqui foi uma curta história em quadrinhos do Planeta dos Macacos para a Fox e o aplicativo digital Madefire.

Foi um convite muito bacana do pessoal do Madefire, que em uma parceria com o estúdio produziu uma coletânea de curtas histórias do mesmo universo dos filmes para antecipar o terceiro longa da nova franquia, que sai ainda este mês. Foi demais, dá para conferir gratuitamente no site (linkado acima).

Caneta e Café – Quais os projetos pós-Ruiva?

Felipe Cagno – O único projeto que anunciei até aqui, depois da Ruiva, foi o terceiro e último volume da série 321: Fast Comics. E, claro, dar continuidade ao Classified, que também é uma série em sete partes.

Caneta e Café – Algo mais a acrescentar?

Felipe Cagno – Muito obrigado pela oportunidade de conversar com você e seus leitores e espero que alguns deles vão até nossa página no Catarse conferir meu lançamento As Crônicas de The Few and Cursed.

Confira o vídeo do novo projeto de Felipe:

Francisco Costa é jornalista, especialista em marketing e comunicação digital e fã de quadrinhos – jor.francisco.costa@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s