[Coluna de quadrinhos] Tiago Holsi prepara sua nova HQ de terror

Primeiro foi o zumbi vendedor de sabonetes (Entardecer dos Mortos). Depois a vizinha do diabo (665: A vizinha da besta). Agora, os mortos-vivos chegam de forma tradicional, apesar do traço “fofo” do artista goiano Tiago Holsi.

Floresta Morta, nova obra do quadrinista estará no Catarse no dia 1º de agosto (e já tem link, viu? é só clicar AQUI para ver) e será lançada na CCXP 2017. Mas enquanto do dia não chega, tentamos tirar de Holsi o que pudermos a cerca do novo trabalho. Confira a entrevista a seguir.

O quadrinista Tiago Holsi

Entrevista

Caneta e Café – Fale um pouco de seu novo trabalho, que vai para o Catarse em agosto, Floresta Morta.

Tiago Holsi – Comecei a rabiscar o roteiro da Floresta Morta enquanto ainda trabalhava no 665. É sempre assim, o projeto seguinte sempre é mais atrativo para mim e acabo trabalhando em dois ao mesmo tempo. Comecei a rabiscar em janeiro. No início era pra ser um quadrinho mudo e preto e branco. O roteiro acabou se alongando e os diálogos entraram e acabei decidindo no fim das contas em fazer todo colorido. Essa decisão de fazer colorido gerou um trabalho extra que não estava no planejamento inicial, a luta agora é pra terminar todo o trampo até dezembro, quando será o lançamento na CCXP.

Caneta e Café – Qual a semelhança com suas obras anteriores?

Tiago Holsi – Pra quem ainda não conhece e tiver em mãos os três trabalhos, vai achar que foram feitos por artistas diferentes. Eu trabalho muito com experimentação. No projeto seguinte tento usar uma técnica ou estilo diferente do anterior. São trabalhos bem distintos, apesar de temas recorrentes.

Caneta e Café – O que o leitor pode esperar dessa nova HQ?

Tiago Holsi – A estética vai chamar bastante atenção. Tá tudo bem colorido, detalhado. Os desenhos estão bem dinâmicos. Há bastante ação nos quadros. E como sempre, um plot twist no final.

Caneta e Café – Você gosta mesmo do tema macabro (zumbis, demônios), mas trabalha isso de forma… Digamos, “fofa”. Fale sobre a escolha do tema e da arte?

Tiago Holsi – Eu procuro sempre atrair o público infanto juvenil. Apesar do terror está sempre em ênfase, tento representar a história com desenhos que possam agradar adultos e crianças. Procuro fazer algo que não seja agressivo, que não gere repulsa. A ideia é contar uma história em um ambiente de terror, com personagens de terror, mas sem provocar o medo.

Apesar de que, em Floresta Morta, algumas cenas mais chocantes irão aparecer, mas não será nada que o fará revirar o estômago.

Caneta e Café – Nos dê alguns detalhes técnicos. Serão quantas páginas, capítulos…? Conte-nos tudo!

Tiago Holsi – Estou fazendo ele todo digital, no software Clip Studio Paint (antigo Manga Studio). Até o momento, o quadrinho Floresta Morta terá 52 páginas. Creio que quando terminar, acrescentarei algumas páginas de extras. Formato americano, 17x26cm. Impresso colorido em papel offset 120g. Lombada será quadrada pra ficar bonitão na sua prateleira.

Arte promocional de Holsi para a HQ

Caneta e Café – E quanto as recompensas, já pode nos adiantar?

Tiago Holsi – Além do próprio Floresta Morta como recompensa, o apoiador poderá levar os quadrinhos anteriores, Entardecer dos Mortos e 665: A vizinha da besta. Exclusivo para este projeto, estou preparando um artbook com desenhos de zumbis e uma cartela com adesivos. Além de prints, ímãs e outros materiais que ainda estou planejando.

Caneta e Café – Entardecer dos Mortos termina em aberto. Existe planos para dar sequência a ela?

Tiago Holsi – Tenho pronto um roteiro da sequência. De vez em quando pego ele e dou uma reformulada. Pretendo começar a trabalhar nos desenhos no fim de 2018. Mas antes disso, já tenho na fila outro projeto.

Caneta e Café – O que mais está em seus planos? Pode nos adiantar seus passos futuros?

Tiago Holsi – Quero continuar trabalhando com quadrinhos por muito tempo ainda, tô só começando.

O próximo que farei será, sim, um quadrinho mudo, mais curto, exercitando melhor a narrativa. A minha intenção é fazer um trabalho grande por ano, digno de lançar campanha de financiamento coletivo, e trabalhos menores ao longo dos 12 meses que serão publicados on-line.

Caneta e Café – Algo mais a pontuar?

Tiago Holsi – Gostaria de agradecer ao Caneta e Café pelo espaço e parabenizar pelo apoio que dão a produção independente.

Fiquem ligados que a campanha de financiamento coletivo no Catarse começa dia 1º de agosto no link https://www.catarse.me/florestamorta.

Grande abraço!

Página da HQ

Francisco Costa é jornalista, especialista em marketing e comunicação digital e fã de quadrinhos – jor.francisco.costa@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s