De olho na cútis: Conheça cinco tipos de manchas no corpo e seus tratamentos

Existem diferentes tipos de manchas que podem aparecer no corpo, porém, entre elas, há um denominador comum: todas são agravadas com a exposição excessiva ao sol. Algumas características como a cor, forma ou até o momento em que surgem pode ajudar a identificar o tipo e o melhor tratamento para cada caso. Que tal saber mais sobre os tipos e os tratamentos? O profissional esteta da Clínica Anis, Dieick de Sá, ajuda. Confira:
 
Melasma
Melasma são manchas em tons de castanho, que geralmente ficam dispostas em partes do corpo como o colo, rosto e braços – as partes mais expostas ao sol. Elas são causadas pela própria mistura do sol com alguns dos hormônios femininos e, desta forma, podem aparecer com mais frequência em mulheres que usam anticoncepcionais ou que estão grávidas, mas também podem ocorrer em homens.
Tratamento: os profissionais capacitados podem prescrever cremes clareadores, antioxidantes orais ou tópicos e tratamentos estéticos, como o peeling e o laser, por exemplo. É importante passar diariamente protetor solar com fator de proteção máximo e evitar a exposição ao sol prolongada, assim como fontes de calor e evitar entrar em carros quentes estacionados ao sol ou usar o forno.
 
Mancha Senil
Conforme a idade chega, as áreas expostas ao sol, como rosto e braços, também começam a apresentar as chamadas manchas senis. São marcas escuras (melanoses solares), aliadas a manchas brancas ou mais claras que a pele normal, e manchas arroxeadas (púrpura senil).
Elas são resultado da ação do sol e da idade, mais o fator genético. A melhor forma de preveni-las é usando o protetor solar frequentemente.
Tratamento: as manchas mais claras e superficiais podem ser tratadas com a esfoliação da pele com creme hidratante e açúcar de 2 em 2 semanas, enquanto as mais escuras devem ser cuidadas pelo especialista, por meio do uso de laser ou peeling.
 
Manchas causadas por alimentos (Fitofotodermatite)
A famosa mancha do limão em contato com o sol. Uma das substâncias causadoras desse efeito é o fumocumarínico, que está presente também no figo e leguminosas como mostarda, nabo, aipo, coentro e salsa. Os sorvetes de frutas, principalmente os feitos em casa, também contêm essa substância. Caso o sumo desses alimentos entre em contato com sua pele, a melhor forma de prevenir é lavando o local e evitando sua exposição ao sol o mais rápido possível. A queimadura pode ser mais leve, tornando a região escura após alguns dias, ou ser mais grave, ficando avermelhada ou mesmo deixando bolhas.
Tratamento: o tratamento normalmente demora um certo tempo. Em geral usa-se cremes específicos e espera a pele se recuperar, o que pode levar até meses.
 
Mancha de cicatriz de acne
A cicatriz de espinhas é uma causa muito comum de manchas na pele em jovens adolescentes, principalmente após o tratamento da acne grave, por exemplo.
Tratamento: no geral, essas manchas costumam desaparecer com o tempo, mas é possível seguir alguns procedimentos para acelerar o processo. Os melhores tratamentos são feitos com peelings, clareadores e fotoproteção efetiva.
 
Sardas
Estas se manifestam na face de crianças ou jovens, de pele geralmente muito clara, após exposição em excesso ao sol.
Tratamentos: além da luz intensa pulsada, também com resultados muito favoráveis, o peeling superficial é uma alternativa.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s