Árvores dão equilíbrio ao meio ambiente urbano

Mais do embelezar, elas prestam importantes serviços naturais às cidades. Especialista dá dicas de como escolher, plantar e cultivar uma árvore no quintal ou na calçada de sua residência

A presença das árvores nas cidades é fundamental para trazer bem-estar para a população que é cada vez mais urbana – só no Brasil, cerca de 81% da população é urbana de acordo com a Rede Brasileira de Informação Municipal (MUNINET). Mas sua importância vai muito além de  embelezar as ruas, praças e quintais, trazer sombra, frescor e frutos. De acordo com especialistas, elas  contribuem também com importantes serviços naturais para as cidades, tais como  redução  da  poluição  do ar,  interceptação  da  água  de  chuva,  estabilização  da temperatura,  redução  do  ruído  e  promoção  de  melhorias  no  bem-estar psicológico  e  físico.

“As árvores são purificadores do ar pois elas captam dióxido de carbono e devolvem oxigênio para a atmosfera, fornecem sombra, frutos, flores, fornecem abrigo e alimentos para animais, especialmente as aves; têm a capacidade de prender o solo em áreas degradadas sujeitas a deslizamento durante o período chuvoso, intercepta a água da chuva pelas folhas e pelo solo e solta parte dessa água lentamente por evapotranspiração contribuindo para o amenização do microclima e mantendo o equilíbrio dos vapores d’água formadores de nuvens de chuva” enumera mestre em engenharia ambiental pela Universidade Federal de Goiás, Thais Didonet, gestora ambiental da CINQ Desenvolvimento Imobiliário.

Por isso, destinar um espaço do imóvel para as árvores é fundamental não só para bem estar de seus moradores, mas para toda a coletividade. “Enquanto cidadãos, a gente precisa entender que não basta somente esperar com que a administração pública promova o plantio, nós também podemos contribuir, deixando espaço para elas em nossas calçadas e quintais”, sugere a profissional que, atualmente está responsável pelo viveiro das mudas que estão sendo cultivadas pela incorporadora para a arborização de um condomínio horizontal em obras de Aparecida de Goiânia, o Parqville Pinheiros. No total, serão mais de 60 mil metros quadrados de área verde, e todos os lotes serão entregues com árvores plantadas nas calçadas.

Mas é preciso ter atenção com a escolha da espécie e com outros cuidados para seu cultivo. De acordo com a gestora ambiental, na hora escolher a árvore para plantar na calçada é optar por uma muda de pequeno porte, para que sua copa não atinja a fiação elétrica, e as raízes devem ser profundas para que não causem rachaduras nas calçadas.

“O ideal é optar por espécies com até 10 metros de altura e, de preferência, que sejam nativas”, ensina. Ela explica que as espécies próprias da região se adaptam melhor ao solo e também geram abrigo e alimento para os animais do ecossistema, favorecendo ainda a ação dos polinizadores. “Quaresmeiras, oitis, patas devacas, resedás, manacás da serra, jacarandás são ótimas opções”, sugere.

Já para o quintal, a mestre em engenharia ambiental recomenda as árvores frutíferas como jabuticabeira, limoeiro, pitangueira, amoreira e tantas outras espécies de pequeno porte. Outra opção é o Ipê pois trazem consigo as coloração das flores. “É preciso tomar apenas o cuidado de plantá-la distante de muros e edificações, pois algumas crescem muito com o tempo, a exemplo do Ipê Roxo”, diz a especialista.

A gestora ambiental Thais Didonet no viveiro da obra Parqville Pinheiros

Como plantar?

Para quem quer aproveitar o estímulo do Dia Nacional da Árvore para plantar a sua primeira árvore, Thaís ensina como fazer:

  • Plante a semente em um saco plástico com substrato;

  • Durante 90 dias, regar diariamente, tempo necessário para a semente germinar;

  • Depois que a semente germinar, aguarde mais 120 dias transplantar para o solo;

  • No solo, faça uma cova de 40 X 40 centímetros de diâmetro e 20 de profundidade: ela não deve ficar nem muito funda e nem superficial;

  • Depois da muda ser transplantada para o solo por seis meses é necessário adubar com substrato e regar diariamente: o melhor horário para a rega é durante a manhã ou no final da tarde.

Integração urbana com a natureza

Pensando na integração das pessoas urbanas com a natureza, a CINQ Desenvolvimento Imobiliário inseriu no projeto da linha de condomínios horizontais Parqville a presença do verde para resgatar e manter viva a relação homem e meio ambiente. “Queremos fortalecer e despertar nas pessoas a importância de cultivar o verde. Ter árvores por perto é a certeza de ter uma fauna viva ao nosso redor, pois uma árvore traz sombra, frescor e se ela for frutífera uma série de pássaros e animais também se farão presentes”, disse Eduardo Oliveira, diretor da empresa.

No Parqville Pinheiros, que está sendo construído na região do Garavelo em Aparecida de Goiânia, haverá uma Área de Preservação Permanente (APP) interna de 30 mil metros quadrados e, ainda, aproximadamente 32 mil metros quadrados de área verde. Além das praças, todas as calçadas serão entregues com árvores plantadas. Já no Parqville Jacarandá, lançado no centro de Aparecida de Goiânia, serão 47 mil metros quadrados de área verde distribuídos no paisagismo das calçadas e das praças.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s