[Coluna de quadrinhos] Meninas em Jogo faz jornalismo em forma de HQ

Meninas em Jogo é uma história em quadrinhos inspirada em uma reportagem sobre o aumento da exploração sexual em Fortaleza (CE) com a chegada da Copa do Mundo de 2014. O material, publicado pela Agência Pública em 2014 e 2015, foi finalista do Prêmio Gabriel Garcia Marquez na categoria Imagem. Este foi produzido pela repórter Andrea Dip e o quadrinista Alexandre De Maio e só havia sido lançado de forma online. Porém, atualmente o projeto busca apoio no Catarse para impressão.

Porém, a coordenadora de comunicação da Pública, Marina Dias, revela que a impressão terá um número reduzido. “Produzimos uma edição limitadíssima, com 40 exemplares, para darmos como recompensa do nosso terceiro crowdfunding, o Reportagem Pública 2017. Quem contribui para o projeto, além de receber recompensas como a HQ, tem o direito de escolher as pautas que a Agência Pública vai investigar.”

Jornalismo investigativo

Em relação ao Meninas em Jogo, Marina Dias lembra que a dupla trabalhou junto o tempo todo e viajou duas vezes à Fortaleza para apurar o que seria utilizado. “Como ponto de partida, a repórter Andrea Dip tinha uma denúncia feita por pessoas que estão nas ruas e convivem diretamente com o aliciamento de menores em outras cidades do estado do Ceará para trabalhar em Fortaleza durante o megaevento.”

Ela explica que esta é uma realidade dramática que não podia ser retratada de forma chapada, burocrática, didática ou superficial. “E ainda tinha a novidade da linguagem, em história em quadrinhos. AQUI você encontra o making of da reportagem e AQUI um bate papo que fizemos no ano passado entre o Alexandre De Maio e a Andrea Dip.”

Questionada sobre novas reportagens em quadrinhos, a coordenadora do Agência Pública afirma que ainda não há previsão para as próximas. “No entanto, Meninas em Jogo não foi a única. Na segunda edição da Reportagem Pública, uma das pautas financiadas e escolhidas pelos leitores foi O Haiti é Aqui, reportagem em HQ que conta a história dos imigrantes haitianos no Brasil”, conclui.

Francisco Costa é jornalista, especialista em marketing e comunicação digital e fã de quadrinhos – jor.francisco.costa@gmail.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s