Feira estimulou economia compartilhada

Evento foi realizado no último domingo, 3, na Central de Decorados da CMO Construtora, possibilitou trocar roupas, sapatos, bolsas e outros itens por produtos e serviços em plataforma digital de permutas. Com objetivo de promover o desapego e fazer com as pessoas se desfaçam de objetos que não usam, mas que podem ser de grande interesse para outros

Este slideshow necessita de JavaScript.

No último domingo, 3, Central de Decorados da CMO Construtora, na Rua T-53, Setor Bueno, em Goiânia, recebeu o Escambo BPW – Feira de Trocas. O evento não aceitou dinheiro, pois o objetivo foi fazer com que as pessoas desapeguem de objetos que não interessavam mais e façam circular a economia compartilhada. A organização é do grupo de empoderamento feminino Bola Pato e da BPW (Business and Professional Women), ONG internacional presentes em mais de 100 países, que reúne mulheres no mundo todo em busca de negócios, defesa de direitos e promoção da paz.

A Feira que esteve aberta ao público, tanto para homens quanto mulheres, e não houve necessidade de fazer pré-inscrição. Ao chegar ao evento, o participante entregou os produtos dos quais desejava se desfazer e recebeu o valor do mesmo em BPW – moeda adotada pela organização do evento. Depois disso, escolheu os produtos que desejou e pagou em BPW.

O diferencial desta edição foi que os valores em BPW’s puderam também ser trocados por serviços de pessoas físicas disponíveis na XporY.com, plataforma digital  permutas multilaterais e que reúne cerca de dois mil associados (empresas ou pessoas físicas) que oferecem milhares de serviços e produtos que são negociados em X$, moeda virtual adotada pela plataforma.

“A pessoa pode, deixar uma roupa na feira e levar serviços como massagem, atendimento num salão de beleza ou produtos como vinho ou uma refeição especial num restaurante, oferecidos por nossos associados que negociam . Com isso nós vamos amplicamos as opções de consumo para quem gosta de compartilhar”, explica o fundador e diretor da XporY.com, Rafael Barbosa.

Segundo ele, a plataforma de permutas ficou com os trocos em BPW’s. “A pessoa que ficou com BPW na mão pode entrar na plataforma da X por Y e converter BPW em X$, tendo acesso a milhares de serviços. Diferente da edição passada do evento, quando se sobrasse BPW na mão, as pessoas perdiam”, afirma o diretor

Desapego

Ao promover este intercâmbio, a feira fortalece a economia compartilhada e a sustentabilidade, pois não há o ingresso de produtos novos – o que é sinônimo de retirada de recursos naturais no mercado. “Nós estamos entrando com esta parceria da XporY.com no evento dentro do conceito de economia colaborativa e do conceito que as pessoas têm tem que compartilhar e desapegar”, diz o diretor da XporY.com, Rafael Barbosa.

Outra vantagem da proposta, destaca Rafael, é a possibilidade de fazer compras sem tirar dinheiro do bolso. “É um negócio super inteligente. Você vai liberar espaço do guarda roupa e gerar um crédito para ter a sensação de compras”, argumenta.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s