[Diário do Turista] Viagem e lazer: A diversão mora ao lado

Por Johny Cândido

Destinos turísticos de Goiás permitem boas experiências de lazer durante viagens rápidas para os goianos e brasilienses. Mas Sebrae quer que mais brasileiros descubram as belezas do Centro-Oeste

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao contrário do que muitos possam pensar, não é necessário percorrer longas distâncias para ter experiências incríveis ao conhecer locais belíssimos e que oferecem boa estrutura e vivências culturais ímpares. As diversidade cultural e geográfica do País oferecem aos brasileiros inúmeras opções de viagem a poucos quilômetros de casa.

Goiás oferece opções neste sentido e, ao que indicam os números da Goiás Turismo, o goiano já percebeu isso. O órgão apurou que 48% dos turistas que viajam pelos destinos goianos são do próprio Estado. A média de pernoites nos principais destinos de Goiás é de 3,22 dias, um indicativo que as viagens para curtas distâncias e poucos dias de hospedagem são frequentes.

Uma das cidades turísticas do Estado é Pirenópolis, cuja maioria dos turistas mora perto: 88,09% são oriundos de Goiás e do Distrito Federal, segundo a Goiás Turismo. A cidade histórica fica a 120 quilômetros da capital goiana e a 150 da capital federal e permite viagens bate-volta com direito a cachoeiras paradisíacas, roteiros históricos, festas históricas e festivais gastronômicos, entre outros passeios.

Aos poucos, os atrativos de Pirenópolis também têm chamado a atenção de visitantes de outras regiões do Brasil, sendo que 11,91% dos turistas que responderam ao questionário haviam saído de outros estados. Estão na cabeça da lista Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Preparação

Para atender ao turista, a rede hoteleira e de restaurantes de Pirenópolis tem se expandido para atender à demanda, que inclusive tende a crescer. A cidade integra o Projeto Brasil Central Turismo, idealizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para fomentar o turismo nos destinos turísticos de Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“Apesar do enorme potencial do Centro-oeste, somente 4% dos turistas brasileiros manifestam interesse em viajar para os destinos desta região”, disse o presidente do Sebrae Goiás, Igor Montenegro na ocasião de seu lançamento, realizado na cidade de Pirenópolis em 2016.

Um dos empreendimentos que está preparando Pirenópolis para acolher os turistas é o Quinta Santa Bárbara Eco Resort, um complexo turístico eco sustentável ao lado da Igreja do Bonfim, no Centro Histórico de Pirenópolis.  Com projeto arquitetônico autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o eco resort irá harmonizar com a arquitetura e a natureza de Pirenópolis e promete ser mais uma grande atração para a cidade, além de ser mais uma opção de hospedagem.  “Trata-se de um empreendimento que virá para se harmonizar com Pirenópolis, trazendo inclusive boas práticas de sustentabilidade”, diz o empreendedor Josemar Jordão.

No terreno de 60 mil metros quadrados, apenas 10% será destinado a área construída. Ao todo 72% do empreendimento será composto por área permeável, sendo dedicados 30 mil metros quadrados exclusivos para vegetação, incluindo uma área de preservação permanente. As edificações terão altura máxima de 8,5m² em até dois pavimentos, num total de 192 apartamentos de um ou dois quartos.

“Além de trazer mais opções aos turistas, o empreendimento irá gerar impostos e empregos para a cidade. Já em fase de obras, ao lado da Igreja do Bonfim, estão sendo gerados 120 postos de trabalho diretos, fora os tributos para o município. Para sua operação, devem ser criados outros 100 novos postos de trabalho fixo na cidade”, diz Jordão.

A realização é das empresas B3 Incorporadora e Construtora Ltda, Quintas Empreendimentos Turísticos LTDA, B3 Hotels, BSA Projetos, JVG Investimentos, Procen Engenharia, Paulo Lima Consultoria e New Time Administração. O grupo empreendedor acumula mais de 30 anos de experiência em empreendimentos de lazer nas áreas de conceituação, projetos, comercialização, gestão de carteira de recebíveis, incorporação, obras de infraestrutura e edificações, e operação hoteleira. Quando ficar pronto, a administração hoteleira do Quinta Santa Bárbara Eco Resort ficará a cargo da B3 Hotels – empresa brasiliense, com atuação em Brasília e Caldas Novas, e com projetos em desenvolvimento nas cidades de Campos do Jordão-SP, Peruíbe-SP e Barretos-SP.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s