Ser mãe é importante, mas mulher moderna também tem outras prioridades

Participação cada vez maior do público feminino no mercado de trabalho traz uma geração de mulheres que não são preparadas exclusivamente para criar filhos e casar, aliás os interesses delas são muitos e ser mãe é só um deles. Porém, a carga de responsabilidade também é grande, por isso ao conciliar carreira com maternidade as dúvidas e inseguranças são inúmeras. Projeto do Seconci auxilia mamães e papais nesse momento importante

Este slideshow necessita de JavaScript.

A crescente participação do público feminino no mercado de trabalho trouxe novos perfis de mulheres e, consequentemente, gerou um novo perfil de mãe. Um levantamento sobre o assunto realizado em fevereiro de 2017 com 1.170 internautas pela Opinion Box, empresa de atuação nacional e especializada em pesquisas de mercado, constatou que 55% das entrevistadas trabalham fora, um percentual significativo de 30% empreende dentro de casa e divide a rotina  diária entre os afazeres do lar e o trabalho, e apenas 15% se declaram como sendo, exclusivamente, donas de casa.

O estudo demonstra que, diferente do que era décadas atrás,  as mulheres modernas não são mais criadas exclusivamente para se casar e ter filhos. Estudos, carreira, negócios, várias são as prioridades delas, e a maternidade é apenas uma. Mas essa mudança também incide em mais responsabilidades e o momento da  maternidade pode vir cheio de dúvidas e inseguranças, o que é natural, segundo afirma Joicy Pimenta, a assistente social e idealizadora do Projeto Mamãe e Papai Corujas do Seconci Goiás (Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás).

“Conciliar a maternidade e o trabalho logo após o fim da licença é uma tarefa árdua. A recém-mãe precisa equilibrar tarefas como cuidado com o filho, amamentação, dias corridos no trabalho, noites mal dormidas, buscar alguém para cuidar do bebê ou um berçário, trânsito. Ou seja, tem que ser uma malabarista!”, afirma Joicy.

Mamães corujas
A assistente social do Seconci Goiás reconhece que ser mãe tem muito de instinto e que ao longo desse difícil e ao mesmo tempo prazeroso caminho da maternidade os desafio vão sendo naturalmente superados, sempre com muito amor. Mas ela também destaca que uma ajuda é sempre necessária e bem-vinda. E foi com o objetivo de orientar mamães de primeira, segunda ou até de terceira viagem que Joicy criou o projeto  Mamãe e Papai Corujas, que hoje dia 11 de maio, às 14h,  iniciou-se sua terceira edição com uma palestra inaugural da psicóloga do Seconci Goiás, Heloísa Silva, com o tema:  “Compreendendo a ansiedade na gestação, as mudanças na sexualidade e as transformações na estrutura familiar”.

A iniciativa é voltada para trabalhadoras e esposas de trabalhadores de empresas filiadas ao Seconci Goiás, mas uma parte da vagas foi aberta gratuitamente a mulheres da comunidade em geral. O projeto busca auxiliar as mamães e também os papais com essas naturais inseguranças e dúvidas diante de um momento tão importante como a gravidez e os dias após o nascimento do bebê. “Cada gestante tem direito de levar um acompanhante de sua confiança para a deixá-la mais segura, pois essa pessoa que a deixará mais confiante e ajudará nos cuidados futuros com os bebês”, explicou Joyce.

Composto por oito módulos ou encontros ao longo da gestação das participantes, o projeto oferece gratuitamente aulas e palestras com especialistas de várias áreas. Nesses encontros, que também são abertos a participação dos papais, são abordados temas como: parto, amamentação, nutrição da gestante e do bebê, higienização da criança, cuidados com a saúde da mãe e do filho, além de orientações psicológicas para esse momento de novidades.

“É um momento de grandes novidades, transformações e ansiedades. Por isso o conhecimento para conscientizar mães e pais, sobre o que é melhor para a mãe e o bebê, é fundamental para desfazer essas incertezas e dúvidas que são naturais e também para trazer segurança nesse momento único. Além do mais, o curso também tem aulas práticas e as participantes podem aplicar o que aprenderam em sua rotina”, observa Joicy.

Segundo a idealizadora do projeto, após a abertura desta terceira edição, o próximo encontro com as mamães será no dia 18 maio. Todos os encontros do projeto quanto os demais encontros ocorrerão na sede do Seconci, no Jardim América, em Goiânia.

Ajuda após trauma
Grávida de quatro meses, a servente Juliana Paula de Oliveira, 34 anos, está em sua terceira gestação, mas nem por isso deixa de ter suas dúvidas e inseguranças, principalmente porque a sua segunda gravidez foi interrompida com oito meses e ela, infelizmente, acabou perdendo o bebê. Devido ao ocorrido, Juliana admite que, embora esteja feliz pela chegada de mais um filho (ela já tem uma filha de 9 anos), está se sentido insegura. “Não quero que aconteça o que aconteceu da última vez. Me lembro também que na minha primeira gravidez eu não consegui nem dar o primeiro banho na minha filha, justamente por medo de não saber o que fazer”, lembra.

Juliana é uma das inscritas no Projeto Mamãe e Papai Corujas do Seconci – Goiás e confessa que engravidar não estava nos planos e diz que foi pega de surpresa. “Espero aprender tudo novamente, porque me esqueci de muita coisa, afinal depois de nove anos me lembro de poucas coisas”, brinca Juliana.

Sobre o Seconci Goiás
O Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás é uma associação civil autônoma sem fins lucrativos, administrada pelas empresas da construção e tem o objetivo de promover melhorias na qualidade de vida dos trabalhadores deste setor, gerando um crescimento saudável nas organizações. Hoje, aos 26 anos, o Seconci Goiás possui mais de 300 empresas associadas que oferecem aos trabalhadores e seus dependentes assistência básica de saúde.

A parceria com entidades como Sesi, Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Goiás (Sinduscon-GO) e Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO) contribuem para que o Seconci Goiás realize 8.500 atendimentos ao mês, beneficiando milhares de trabalhadores e contribuindo para uma melhor produtividade nos canteiros de obras..

Serviço
Assunto: Projeto Mamãe e Papai Coruja 2018
Data: 11 de maio, data de início do projeto e da realização da palestra de abertura com o tema: “Compreendendo a ansiedade na gestação, as mudanças na sexualidade e as transformações na estrutura familiar”
Horário: a partir das 14h
Local: sede do Seconci Goiás, Rua C-136, Quadra 307, Lote 20/21, 681 – Jardim América
Informações: (62) 3250-7500

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s