Consumidores podem pagar compras com permuta em loja de Goiânia

Em dois dias, foi comercializado o equivalente a R$ 115 mil neste sistema, mediado por uma uma plataforma digital que reúne os consumidores-permutantes. Oferta inusitada ainda continua nesta semana

O contador Rodrigo Valadão fez a festa na loja do empresário Herus Lataliza


Que tal fazer algumas compras e pagar com um serviço que você sabe fazer ou um produto que você vende? Esta é a oferta com iniciativa de uma loja de artigos domésticos e decoração em Goiânia, baseada no conceito de economia colaborativa: gerar valor sem o uso de dinheiro, apenas com base na troca. Em dois dias, foi comercializado o equivalente a 115 mil reais em artigos de decoração, cama, mesa, banho. No total, foram mais de 1200 peças vendidas.

A iniciativa está sendo realizada pela Casa de Inovações, no Setor Jardim América, em Goiânia, em parceria com a Xpory.com, uma plataforma digital que reúne os consumidores-permutantes.  Herus Lataliza, proprietário da loja, conta que ficou surpreso com o resultado. “Nunca, nem de perto, vendemos esse montante em apenas dois dias. Chegamos a ter 70 pessoas dentro da loja em um só momento”, disse.

O contador Rodrigo Valadão, 37 anos, cadastrado na XporY.com há mais de quatro anos, oferece na plataforma seus serviços e durante todo esse tempo já adquiriu diversos produtos e serviços em X$. Quando ficou sabendo da da liquidação em X$ feita pela loja Casa de Inovações, percebeu a oportunidade de comprar itens de decoração para sua casa. “Me programei e corri para a loja. Lá comprei mais de 20 itens para decorar minha casa e a aproveitei para presentear algumas pessoas queridas”, diz Rodrigo.

Ele está mudando a atuação da loja para o ramo de vestuário e precisa desfazer do estoque para liberar o espaço físico. Desde fevereiro, Herus conta que vem fazendo promoções, com preços mais baixos, com o benefício de comprar uma peça e ganhar outra, mas sem grandes efeitos. “Nessa velocidade, levaria quase o ano todo para liquidar o estoque”, concluiu. Foi quando se abriu  para outras alternativas.

Ele conta que não conhecia a XporY.com, nem nunca tinha ouvido falar da iniciativa. Uma usuária da plataforma, que é cliente dele, fez a indicação ao saber de sua necessidade de desfazer do estoque. “Confesso que, por ser algo novo para mim, fiquei com receio no começo, mas pesquisei sobre a empresa, percebi sua seriedade e resolvi dar um voto de confiança”, declarou.

A XporY.com funciona assim: profissionais e empresas prestam serviços ou vendem produtos e recebem como pagamento o mesmo valor que cobrariam em Reais, mas em uma moeda digital denominada “Xis”. Quem recebe o pagamento pode consumir  outros produtos e serviços ofertados na plataforma.

“Desta forma, mesmo sem o uso de dinheiro, as pessoas produzem valor a partir de seu trabalho e podem trocar serviços e produtos com liberdade. A troca não precisa ficar restrita aos dois negociadores, pois o pagamento na moeda digital permite que se adquira qualquer oferta da plataforma ”, explica o criador da ideia em funcionamento desde 2014, o especialista em inovação Rafael Barbosa.

Herus, por exemplo, pretende usar o crédito de X$ 115 mil para reformar a fachada da loja. Irá contratar prestadores de serviço e adquirir materiais de construção que estão na plataforma. Ele também já está pesquisando na plataforma serviços para seu novo negócio como e-commerce, marketing digital, gráficas, entre outros. “Descobri na XporY.com um contador especializado no segmento de vestuário. Conheci integrantes que jamais pensaria estar em um  negócio assim”, comentou, surpreendido. No total, são mais de três mil associados.

A loja Casa de Inovações fica na Rua C-104, no setor Jardim América, e para adquirir os produtos no sistema de permuta é necessário cadastrar-se na XporY.com. A liquidação em X$ segue até zerar o estoque. A boa notícia é que, quem ainda não participa da plataforma,  poderá se cadastrar gratuitamente e aproveitar a promoção. “Os novos cadastrados podem contratar um empréstimo antecipado desde que cadastrem uma oferta de serviço ou produto na XporY.com”, diz Rafael Barbosa.

Mais sobre a XporY.com
A XporY.com é uma scale up criada em 2014 com o objetivo de promover a economia colaborativa, mostrando uma outra alternativa para profissionais e empresas gerarem valor com seus serviços e produtos. A empresa surgiu graças ao incentivo do programa Tecnova, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e graças a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em âmbito federal. 

Na XporY.com tudo é negociado em X$.  Os créditos na moeda digital podem ser consumidos com qualquer produto ou serviço oferecidos por seus mais de 3360 associados, sem o uso de reais. “Os profissionais continuam produtivos, as empresas mantém o seu giro de estoque e, de quebra, aumentam seu poder de compra. Sem falar que a XporY.com também funciona como uma vitrine para a empresa ou o profissional autônomo”, explica Rafael Barbosa. Segundo ele, a ideia nasceu de modelos de plataformas de permutas criadas nos Estados Unidos.

O X$, moeda virtual usada pela XporY.com, equivale em R$ 1 e o crédito por cada serviço ou produto vendido pode ser usado em compras das mais diversas ofertas feitas pelos integrantes da plataforma

Um diferencial da XporY.com, em relação a outras plataformas  é a ausência de custo na adesão; ou seja, os participantes não têm que pagar para entrar na “rede” e nem um valor mensal como manutenção. “Com a XporY.com, somente na hora de consumir, é que paga-se apenas uma taxa administrativa de 10% em reais sobre o valor da compra”, explica o empresário.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s