Professores debatem proposta da BNCC do Ensino Médio

Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o Ensino Médio é tema do debate entre professores, gestores, coordenadores e demais profissionais da Educação que levam o conteúdo para as salas de aula da rede estadual. O Dia D para a discussão da proposta é realizado nesta quinta-feira, 9, pela Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), por meio da Superintendência do Ensino Médio.

O Dia D é uma sugestão do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) aos responsáveis pela Educação no País. A Seduce estruturou grupos de trabalho nas Coordenações Regionais de Educação (CRECEs) para mobilizar os 12 mil professores de Ensino Médio da rede.

“Esperamos que a participação seja positiva, que todas as escolas se envolvam e façam a verificação das habilidades. Vejam se estão de acordo, se o seu componente curricular está presente na Base ou não”, ressalta a coordenadora da BNCC de Ensino Médio da Seduce, Telma Rodrigues. Ela acrescenta que a iniciativa do Consed é importante para que os professores possam dar opiniões e sugestões para o documento que estrutura a BNCC para o Ensino Médio.

Na abertura do grupo de trabalho no Instituto de Educação de Goiás (IEG), em Goiânia, o superintendente de Ensino Médio da Seduce, João Batista Peres Júnior, salientou aos educadores que é a partir do debate que se constroem propostas melhores. “Certamente, vão sair propostas interessantes de Goiás”, avaliou.

Professora de Língua Portuguesa, Maria Izabel Vieira Araújo participou, pela manhã, do grupo de trabalho no IEG. Há 23 anos na sala de aula, a educadora falou da expectativa da conversa sobre a Língua Portuguesa. “É nossa língua nativa, e é um instrumento por meio do qual todos os outros professores ministram a sua disciplina. Precisa muitíssimo de mais atenção”, ressaltou.

Construção coletiva
Cada escola deve, ao final das discussões, estruturar as informações obtidas junto aos educadores e enviá-las ao Consed. O Dia D tem sido realizado em todo o País e, a partir desses retornos dados pelos educadores, o Conselho de Secretários estruturará um documento que será entregue ao Conselho Nacional de Educação (CNE), que é o responsável pela elaboração da proposta da BNCC para o Ensino Médio.

O CNE realizará, nos próximos meses, audiências públicas em regiões do País para abrir o debate com toda a sociedade. O resultado dessas discussões será analisado pelo CNE e deverá integrar o documento que estrutura a BNCC, a ser encaminhado para deliberação na Câmara de Deputados e no Senado Federal. O objetivo do CNE é que o projeto chegue ao Congresso Nacional ainda em 2018.

Goiânia, 9 de agosto de 2018.
Comunicação Setorial da Seduce

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s