Cresce o número de trabalhadores com mais de 60 anos no mercado de trabalho

Só no primeiro trimestre deste ano o grupo de trabalhadores acima de 60 anos avançou 8%, frente ao mesmo período em 2017. Em Goiânia, empresas como a URBS RT, abre oportunidade de trabalho para essa mão de obra mais experiente

Sr. Valdir

Em cinco anos a população brasileira com ou acima dos 60 anos registrou um aumento de 18%, saltando de 25,4 milhões pessoas em 2012 com esta faixa etária, para 30,2 milhões em 2017. Os dados constam da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) – Características dos Moradores e Domicílios divulgada em abril deste ano pelo IBGE. Ainda conforme o instituto, entre 2007 e 2017, em dez anos, o número de idosos cresceu mais de 50%. Mudanças de hábitos como alimentação saudável, atividades física e intelectual regulares têm feito com que cada vez mais os brasileiros nessa faixa etária tenham maior longevidade e produtividade.

Conforme dados da própria Pnad, o número de trabalhadores acima dos 60 anos tem crescido em ritmo muito maior que o das demais faixas etárias, diante do desejo de manter uma renda maior e uma vida mais ativa. Só no primeiro trimestre deste ano o grupo de trabalhadores acima dos 60 anos avançou 8%, frente ao mesmo período em 2017. Diante desses dados, as empresas estão apostando cada vez mais nessa mão de obra experiente. Em Goiânia, por exemplo, a URBS RT Lançamentos Imobiliários lança a quarta edição do programa Veteranos que selecionado para sua equipe de vendas profissionais acima de 55 anos com experiência em qualquer área.  

As inscrições vão até o dia 22 de agosto e os interessados podem buscar mais informações pelos telefones 4013-4029 ou 4013-4000. Além de possibilidade de ganhos acima da média e flexibilidade de horário, a empresa oferece treinamento gratuito.

De acordo com o diretor da URBS RT, Ricardo Teixeira, o programa tem sido um sucesso e trazido grandes retornos. “Esse pessoal mais experiente tem um enquadramento muito bacana para o perfil de profissional que precisamos. É um trabalho que requer experiência de vida, de relacionamento com as pessoas. Pois trabalhando com um sonho muito importante das pessoas que e o imóvel próprio e quem está comprando ou a procura de um imóvel vive um momento importante na vida, e quem tem uma maior bagagem de vida entende muito bem isso”, afirma Ricardo Teixeira.

Novo caminho
Egresso da terceira turma do Programa Veteranos da URBS RT, Valdir Francisco da Silva, de 61 anos,  é formado em administração de empresas e dedicou 39 anos de sua vida à função de bancário. Quando se aposentou, em junho de 2014, não teve dúvidas que iria seguir outra profissão. Como já se interessava pela área imobiliária, ele resolveu fazer o curso de corretor de imóveis. Porém, nessa ocasião, teve uma surpresa nada agradável, mas que não o fez desanimar. “Estava muito feliz fazendo o curso, mas descobri infelizmente um câncer de próstata e precisei parar por causa do tratamento. Fiquei um bom tempo afastado, mas depois voltei e consegui concluir ”, relata.

A doença, porém, não afetou a determinação de Valdir em seguir numa nova profissão. Ele ficou ainda mais motivado quando viu um anúncio do Programa Veteranos. “Quando fui conferir de perto sobre as vagas, vi que a URBS RT tem o perfil de empresa que valoriza o funcionário. E ao começar o treinamento eu e meus colegas do programa percebemos que a empresa promove de fato esses valores de respeito à pessoa do cliente, do trato ético com cliente e colegas, de ser parceiro sempre”, ressalta.

Pai de três filhos e avô de uma neta de 6 anos, Valdir conta que o principal motivo de ter procurado novamente o mercado de trabalho foi dar um bom exemplo a seus herdeiros. “Queria que meus filhos vissem que a aposentadoria não é o fim da linha na vida profissional de ninguém. O aposentado também pode buscar um novo caminho, um novo sonho, uma nova oportunidade”, afirma.

Recomeço
Integrante da primeira seleção do Programa Veteranos da URBS RT, em agosto do ano passado, a aposentada Jacira das Graças Pinheiro Azolino, 70 anos, conta que o programa  representou um novo e animador recomeço profissional. Ainda jovem, aos 18 anos, antes mesmo de completar o curso direito ela descobriu a carreira de aeroviária, área onde atuou por 35 anos.  Por causa da profissão, Jacira morou em dezenas de países e hoje fala três idiomas fluentemente. Depois de uma carreira bem sucedida, de dois filhos já criados e ficar viúva, ela resolveu voltar para o mercado de trabalho, pois diz que começou a ficar ansiosa. “Uma pessoa como eu que sempre acostumou a trabalhar durante toda vida não consegue ficar parada. Então vi o anúncio da seleção no Facebook e achei muito interessante e estimulante e resolvi topar esse novo desafio”, conta Jacira.

Hoje, depois de realizar treinamento preparatório oferecido pela URBS RT e de ter frequentado o curso de corretagem do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) fala com entusiasmo da nova carreira que começou aos 68 anos. “Já recebemos nossa carteirinha [do Creci]. Eu já vou a todos os plantões de vendas, faço visitas aos clientes. Tanto eu como os meus colegas da primeira turma ficamos muito felizes e estimulados”, relata Jaciara que em pouco mais de um mês em que está atuando como corretora já está prestes a fechar duas vendas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s