SAÚDE DELES: Homens estão entre as principais vítimas do tabagismo

Entre eles a frequência do uso do cigarro é bem maior  e a faixa etária que mais consome o produto é entre 35 e 44 anos. Em 90% dos casos de câncer de pulmão – principal causa de morte por câncer entre homens brasileiros –  há ligação com o uso do fumo. Atento a esse quadro, Seconci Goiás promove ações na construção civil, setor com grande presença do público masculino

Este slideshow necessita de JavaScript.

Neste próximo 29 de agosto – Dia Nacional de Combate ao Fumo – o Brasil tem alguns números para comemorar como a redução em 35% no número de fumantes em dez anos, entre 2006 e 2016; e a redução do percentual de brasileiros adultos que fumam, que caiu de 15,7% para 10,1%, entre 2006 e 2017. Mas outros nem tanto. Ainda temos cerca de 22 milhões de pessoas que fumam no País, dessas  17,9 milhões consomem cigarros diariamente. Sete milhões de pessoas morrem ao ano por conta do uso do cigarro ou por sua exposição. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Os homens estão entre as principais vítimas do tabagismo, segundo aponta a última pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigetel 2017). O levantamento feito pelo Ministério da Saúde aponta que a  frequência de adultos fumantes do sexo masculino na faixa etária de 35 a 44 anos é de 13,4%; em seguida vem os homens com idade entre 55 e 64 anos, com 13%; dos 45 a 54 anos, com 12,6%; e na faixa dos 25 e 34 anos, 11,1%. No total a prevalência do consumo de tabaco entre os homens adultos no Brasil é de 13,2%, bem acima no percentual registrado entre as brasileiras com mais de 18 anos, 7,5%.

Uma outra pesquisa feita pelo Inca revela que mesmo entre os fumantes passivos, prevalência entre público masculino é maior, 10,8% contra 3,9% entre as mulheres. Para se ter uma ideia, 90% dos casos de câncer de pulmão – a principal causa de morte por câncer entre homens brasileiros – estão ligados ao consumo de fumo. Por isso são eles o principal alvo de ações que serão realizadas ao longo do mês de agosto pelo Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Seconci Goiás) e do Projeto Combate ao Tabagismo na Construção desenvolvido pela entidade.

A instituição tem realizado palestras educativas em obras da capital para combater o uso do cigarro, álcool e outras drogas. Ao todo, a expectativa é alcançar mais de 500 trabalhadores da construção civil, setor que ainda tem grande prevalência do público masculino. A programação de atividades teve início no dia 15 de agosto e na semana do Combate ao Fumo, entre 27 e 31 de agosto,  serão três palestras: a primeira para trabalhadores da Consciente Construtora, na obra do Nexus Shopping & Business, no Setor Marista; no dia 29, será a vez dos profissionais da Barros Vaz Empreendimentos no canteiro da Supreme Residence, no Setor Bueno; e no dia 31 de agosto a Pontal Engenharia recebe a equipe do Seconci na obra da Pontal Ecolife Bueno, também no Setor Bueno, em Goiânia.

Projeto premiado
Durante as palestras, que ocorrerão sempre às 07 horas, a equipe do Seconci abrirá o convite para todos os interessados a participarem do Projeto Combate ao Tabagismo na Construção desenvolvido pela entidade. Por essa iniciativa a instituição recebeu o Prêmio CBIC de Responsabilidade Social – Troféu Paulo Safady Simão edição 2017, concedido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Segundo a psicóloga clínica, especialista em Neuropsicologia, Heloísa da Silva Pinto, coordenadora do Projeto, caso haja interesse de mais de cinco pessoas em participar do tratamento, uma turma poderá ser organizada no próprio canteiro de obras. “Ou profissional pode aderir a grupo que funcionará na sede do Seconci Goiás, no Jardim América”, acrescenta a psicóloga.

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, o Seconci Goiás realizará ação educativa com os trabalhadores que estiverem aguardando atendimento na recepção da entidade, no Jardim América, em Goiânia, a partir das 08h30. A ideia é alertar sobre os malefícios do cigarro para a saúde. Neste dia haverá entrega de camisetas e troféus aos participantes do projeto de combate ao tabagismo, que estão um longo período sem fumar.

Mais saúde
Apesar de não estar entre o público mais afetado pelo tabagismo, a recepcionista da FR Incorporadora, Tanea Silva Machado de Andrade, 53 anos, conta que por vários anos sofreu com os males provocados pelo vício do cigarro. A solução do problema veio após sua participação no Projeto Combate ao Tabagismo na Construção do Seconci Goiás. “Parei de fumar desde abril desse ano, minha respiração está bem melhor e estou com mais disposição para realizar minhas atividades tanto no trabalho quanto na vida pessoal”, diz a recepcionista ao destacar que melhorou tanto sua saúde física, quanto a emocional.

De acordo com o presidente do Seconci Goiás, Célio Eustáquio, o combate aos males do cigarro é uma forma das empresas da construção reduzir o absenteísmo e óbito devido às doenças desenvolvidas pelo consumo do tabaco. Ele lembra, que não só os trabalhadores das empresas das mais de 260 empresas associadas à instituição, mas seus dependentes podem participar do tratamento de combate ao fumo. “Dessa forma promovemos a melhoria da saúde e do bem-estar dos participantes do projeto, beneficiando também os que convivem com eles (fumantes passivos), repercutindo na sociedade”, destaca.

Mal silencioso
A psicóloga clínica, especialista em Neuropsicologia, Heloísa da Silva Pinto, coordenadora do Projeto Combate ao Tabagismo na Construção do Seconci Goiás explica que o cigarro é um mal silencioso. “A princípio, o fumo dá uma sensação de bem-estar, mas a longo prazo é muito prejudicial, por isso devemos estar atentos, principalmente para evitar que os jovens se tornem os novos fumantes”, alert

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s