Doação de alimentos combate desperdício

Ceasa realiza atendimento às famílias toda quarta-feira, é necessário se cadastrar para ter acesso ao benefício

Dada à quantidade de alimentos descartados que poderiam ser reaproveitados, a Central Estadual de Abastecimento de Goiânia (Ceasa) idealizou o projeto ‘Banco de Alimentos Ceasa/Uniap’. A iniciativa presta um trabalho de grande relevância social distribuindo cerca de 100 toneladas por mês de hortifrútis a entidades filantrópicas e famílias carentes. O projeto abrange, além da Capital e da Região Metropolitana, outras 120 cidades no interior do Estado.

De acordo com a instituição, são entregues alimentos para 250 famílias e mais de 60 entidades filantrópicas cadastras no projeto. Os alimentos são recolhidos durante cinco dias da semana. Para se tornar um dos beneficiários, é preciso somente comparecer à Ceasa e se dirigir ao Banco de Alimentos, onde é feito um cadastro simples e rápido.

Desperdício
Dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) apontam que aproximadamente 1,3 bilhão de tonelada de alimentos é desperdiçado anualmente em todo o mundo. No Brasil, estima-se que aproximadamente 30% do que é produzido por aqui vai parar no lixo.

Segundo estudos do Instituto Akatu, cada brasileiro gera em torno de um quilo de lixo por dia de lixo. Cerca de 58% desse total é lixo orgânico, formado de restos de alimentos. O estudo também demonstra que uma família média brasileira gasta cerca de R$ 748 mensais na compra de alimentos, assim o valor R$ 90 reais por mês seria economizado se fosse combatido o desperdício de 20%.

Também é importante ressaltar que mesmo com todo esse desperdício 70% da água do mundo é utilizada na agricultura e, ainda assim, 3,4 milhões de brasileiros estão em situação de insegurança alimentar, o que corresponde a 1,7% da população.

Iniciativa
O ex-diretor da Ceasa, Denício Trindade, conta que quando assumiu a direção da entidade em 2017, o projeto estava paralisado. “Organizamos e retomamos a ação justamente para combater o desperdício da sobra de alimentos gerada pelos comerciantes e produtores, além de ajudar o próximo com o auxílio às famílias carentes. Assim realizamos um trabalho de fundamental importância no meio social”, explica Denício.

Instituição Parceria
Uma das instituições parceiras do projeto é a Associação de Moradores do Conjunto Vera Cruz que promove a redistribuição dos alimentos para cerca de 140 famílias. “Também desenvolvemos outros projetos sociais voltados para a comunidade, mas essa parceria com a Ceasa é um trabalho muito importante para a associação que contribui diretamente com a comunidade de baixa renda”, aponta Marcelo Mariano, presidente da Associação.

“Atualmente contamos com voluntários que auxiliam desde o cadastro junto das famílias até o processo de organização, separação e distribuição dos alimentos. A redistribuição dos alimentos acontece todos os sábados na sede da associação. Entregamos certa quantidade de fichas por ordem de chegada, proporcional a quantidade de caixas de alimentos que nos concedem”, explica Marcelo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s