Homens podem ser multiplicadores na luta pela prevenção do câncer de mama

Informação nos dias de hoje é um santo remédio. Por isso um dos principais objetivos da campanha Outubro Rosa é levar ao máximo de pessoas dados e dicas sobre a prevenção e o tratamento do câncer de mama, doença que é a segunda maior causa de morte entre as brasileiras, conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A instituição estima um aumento de 46% nos casos até 2030. O dado traz um alerta para a Região Centro-Oeste, que segundo o Inca, é, atualmente, a terceira região com mais prevalência de câncer de mama no País. Um dado que se torna ainda mais preocupante se levarmos em conta que no ano passado a região ocupava a quarta posição.

Embora a ocorrência da doença entre os homens seja muito rara, eles podem ser importantes multiplicadores de informações que ajudam na prevenção. Por isso, a obra do  Persona Bueno By Brasal (empreendimento da Brasal Incorporações), por meio de sua equipe de segurança do trabalho, promove no próximo dia 31 de outubro, às 7 horas, palestra com a enfermeira do Serviço Social da Indústria (Sesi), Danielle Perdigão.

O encontro fará parte dos diálogos semanais de segurança (DSS) realizados em todas as obras da Brasal Incorporações, com objetivo de levar informações e conscientização sobre segurança no ambiente laboral, hábitos saudáveis e prevenção de vários tipos de doenças.

Multiplicadores

Sobre importância de uma palestra abordando o problema do câncer de mama num canteiro de obras, onde o público é predominantemente masculino, a técnica de segurança do trabalho da Brasal Incorporações, Cacia Gonçalves, explica que a intenção é de que as informações repassadas não fiquem só no canteiro, mas sejam levadas às famílias dos operários, suas esposas, mães, filhas, alertando, principalmente, para a necessidade dos autoexames e das consultas frequentes.

“Todo mundo convive e ama alguma mulher, seja ela esposa, filha, mães, tia ou sobrinha. Por isso é preciso que homens tenham consciência sobre a saúde da mulher. Nossa esperança é formar disseminadores de informação, embora, nas palestras deixamos claro que homens também precisam fazer autoexame, mesmo sendo rara há incidência da doença entre eles”, explica Cacia.

A palestrante Danielle Perdigão conta que para atingir engajamento na luta contra o câncer de mama, as palestras são feitas em clima descontraído e linguagem simples. A enfermeira do Sesi também explica, que além do autoexame, manter hábitos saudáveis também ajuda na prevenção. “Evitar alimentos gordurosos, fazer atividades físicas, evitar álcool e cigarro, e ainda, fazer exames ginecológicos com frequência, principalmente a partir dos 40 anos, também são métodos  essenciais para diminuir riscos da doença”, explica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s