[Diário do Turista] Criação de Biodigestor, Corredor Ecológico de Árvores Nativas do Cerrado e Usina Fotovoltaica são destaques do Simpósio de Sustentabilidade da AVIVA em Rio Quente

Por Johny Cândido

Semana do Meio Ambiente acontece há 19 anos. E o 10º Simpósio de Sustentabilidade reuniu mais de 220 pessoas em Rio Quente

Para ser sustentável não é preciso realizar ações grandiosas, que envolvam muitos recursos. Pequenas atitudes e um verdadeiro engajamento são capazes de gerar grandes transformações. Esta foi uma das grandes lições do 10º Simpósio de Sustentabilidade da XIX Semana do Meio Ambiente, realizada pela AVIVA, em Rio Quente, para mais de 220 pessoas, entre estudantes, guardiões ambientes e representantes do Batalhão Ambiental do Estado de Goiás, CETAS de Catalão (Centro de Triagem de Animais Silvestres), Prefeitura Municipal de Rio Quente, Secretaria de Meio Ambiente do Estado de Goiás e das cidades de Caldas Novas e Rio Quente, Corpo de Bombeiros e CREA Goiás.

O primeiro projeto apresentado foi justamente de um Biodigestor, feito de materiais reciclados e de baixo custo, por um grupo de adolescentes do Projeto Vira Vida, direcionado para jovens de ensino médio que fazem cursos profissionalizantes, com orientação de Fábio Miranda, do Periferia Sustentável. Construído em uma das oficinas da Semana do Meio Ambiente, no CRAS de Rio Quente, o protótipo é bem acessível e de baixo custo. “Os jovens conseguiram gerar um biofertilizante e um biogás. O resultado foi tão positivo, que um deles levou o biodigestor para a fazenda onde mora com o objetivo de entender o seu funcionamento e tentar desenvolver uma nova máquina que funcione com esterco de vaca para gerar biogás. Ou seja, o aprendizado gerou uma nova ideia e ganhos para a natureza”, afirma Flávio Monteiro, Diretor de Experiência Operações Corporativo da AVIVA.

Além de observar e descobrir novas oportunidades, o Simpósio falou sobre a importância da Fauna e da Flora na região, incluindo a área do resort, e também sobre o Corredor Ecológico feito com árvores nativas o Cerrado, composta por uma plantação de 245 Pequis. “Entre a nossa reserva legal e o Parque Estadual de Caldas Novas havia uma área sem vegetação. Decidimos, então, criar um corredor ecológico incluindo a árvore frutífera como o Pequi, fruto típico e um dos mais importantes do Cerrado para a fauna local. Começamos o plantio em 2015 e estamos cultivando a área para que as árvores cresçam e deem frutos, preenchendo o espaço”, conta o Diretor de Experiência Operações Corporativo da AVIVA. “Em breve, os ganhos para todo o ecossistema local poderão ser vistos.”

E como a sustentabilidade é um dos pilares de sustentação da AVIVA, novos projetos estão sempre em desenvolvimento. Em 2019, a companhia deve inaugurar sua Usina Fotovoltaica. “Estudamos a energia solar há muito tempo, mas precisávamos viabilizar o projeto para que fosse realmente sustentável. Então, em 2018, ele saiu do papel e, este ano, teremos nossa usina de 1.2 Megawatts/hora funcionando. Nossa expectativa é apresentá-la na XX Semana do Meio Ambiente. Será um grande marco para todos nós”, afirma Flávio Monteiro.

Semana do Meio Ambiente

Costa do Sauípe também realizou sua primeira Semana do Meio Ambiente, de 05 a 08 de junho, reforçando um dos pilares do jeito de ser Aviva que é Ser do Bem, com diversas atividades e oficinas para associados, comunidade local e hóspedes.

Sobre a Aviva Algar FLC – A Aviva Algar FLC já nasceu gigante. Administradora do Rio Quente e Costa do Sauípe, dois dos maiores destinos turísticos do Brasil, a Aviva tem em seu DNA o objetivo de fazer famílias felizes. Oferecer mais do que hospedagem, mas sim momentos únicos de lazer e entretenimento total que ficarão na memória de todos pela vida inteira, como curtir as piscinas de água quente e atrações do Hot Park em Rio Quente ou desfrutar da orla da praia de Costa do Sauípe. A estrutura da Aviva tem 12 hotéis e cinco pousadas, que somam mais de 2.700 apartamentos e recebe 2,2 milhões de hóspedes anualmente. A Aviva tem mais de 4.500 associados e é controlada pelas duas holdings Algar e FLC. Algar (Uberlândia-MG), nos setores TIC, Agro, Serviços e Turismo e a FLC (Goiânia-GO), uma holding patrimonial, tendo como principais ativos a participação em empresas do ramo de Hotelaria e Turismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s