Brasil é segundo país com maior nível de estresse do mundo

Naturóloga esclarece principais dúvidas e dá dicas de como tratar e/ou aliviar os sintomas. Em cada 10 pessoas brasileiras 3 sofrem desse mau

Este slideshow necessita de JavaScript.

De acordo com levantamento do International Stress Management Association, a população brasileira está entre em uma das mais estressadas do mundo. Segundo a entidade, o Brasil é o segundo país do planeta com o maior nível de estresse. Esse é apenas um dos dados que alerta sobre a importância de debater o assunto e procurar métodos para se livrar desse mau.

De cada dez trabalhadores brasileiros, pelo menos três sofrem da chamada síndrome de Burnout, que seria o esgotamento mental intenso, causado por pressões no ambiente profissional. De acordo com a pesquisa, os mais afetados são os profissionais que lidam diretamente com o público, como médicos, professores e enfermeiros. “O Stress infelizmente, a cada dia tem sido o grande norteador de nossas vidas! Nossas reações, alterações de saúde física e emocionais são em grande maioria resultado do excesso de tensão gerados”, destaca a naturóloga Giane Honorato Braga.

Giane é graduada em Naturólogia pela Universidade Anhembi Morumbi de São Paulo, especialista em Iridologia Alemã e Metodo Ray Id, e em Fitoterapia Clínica e Nutracêutica. Ela atua na área clínica e Spa há 12 anos com Terapia Floral, Frequências Quânticos, Aromaterapia, Fitoterapia, Iridologia e outras práticas. E ainda docência para graduação em estética e cursos na área de Terapias Integrativas e Complementares. Responsável pelo desenvolvimento da Identidade Olfativa, técnicas e produtos terapêuticos exclusivos MandariN SPA Urbano.

Com esse currículo admirável a profissional explica que o nosso organismo tem a capacidade inata de lidar com situações de estresse, como se nosso dia fosse uma montanha russa e em alguns momentos subimos, descemos, looping. O problema é quando nós mantemos em looping todo o tempo.

Como aliviar o estresse?
Segundo Giane, que também é sócia juntamente com o Deborah Faria e Cadu Fedato, do Mandarin SPA Urbano, alguns caminhos simples, mas eficazes podem ser realizados para minimizar esse impacto, criando rotinas e hábitos que podem ajudar muito no dia a dia, como:

– Terapias Integrativas e Complementares são grandes ferramentas para nos conhecermos ainda mais, além de aliviar nosso estresse, otimizar nossa saúde, fazendo com que adoeçamos menos, melhoram nossa qualidade de sono o que contribui imensamente para menos tensão, diminuição de quadros de ansiedade, dores musculares, nos levando a um quadro de saúde de forma Integrativa, observando o indivíduo como um todo. Algumas delas são: aromaterapia, terapia floral, banhos terapêuticos, massagens Ayurvédica cromoterapia, acupuntura e outras.

– Trazer o foco para a respiração por alguns minutos de forma simples, apenas inspirando e expirando amplamente e de forma consciente. Alguns ciclos de respiração já garantirão uma mente mais clara, uma sensação de calma e um olhar ampliado sobre a situação do momento. Pois em momentos de muita tensão normalmente nossa respiração é bem curta.

– Comece pelo principal! Parece óbvio, mas o tempo todo nos distraímos e nos tornamos grandes “desperdiçadores de tempo”, procrastinando, acumulando ainda mais tensão! Logo pela manhã devemos realizar as atividades mais importantes do nosso dia, as que nos requerem a maior energia e entrega. Alguns autores apontam que a primeira hora do dia deve ser dedicada a pessoa mais importante de sua vida, você! Usando este momento para uma prática meditativa, exercícios respiratórios, atividade física, leitura, exercícios mentais para “desenhar o dia”, entre outros. Mesmo que cada um destes com tempos curtos, mas que se tornem um hábito em sua vida e utilizando essa primeira pra si! Sem celulares, redes sociais, e-mails. E a partir dessa comece sempre pelo que elegeu em seu dia anterior que seria a sua terça mais importante do dia e assim por diante!

– Alimentação saudável e atividades físicas são fundamentais. Lembrando também que nos alimentamos não somente do que comemos, mas do que ouvimos, das pessoas com quem nos relacionamos, músicas, livros e todas essas escolhas que fazemos assim como na alimentação, nutrem (ou não ) nossa alma, nossas emoções e podem gerar um Mindset de tensão, ansiedade, tristeza, irritabilidade.

– Auto responsabilidade – em muitas vezes delegamos aos outros e a causas externas o motivo de nosso estresse, porém a capacidade de lidar com as situações de estresse só aumenta, nos tornando mais resilientes quando observamos nossa responsabilidade na situação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s