Especialista explica quais tratamentos necessários para obter um sorriso saudável e bonito

Doutora em dentística restauradora lista, desde as famosas facetas até a desconhecida gengivoplastia, os verdadeiros métodos para quem quer deixar os dentes perfeitos

Este slideshow necessita de JavaScript.

É comum que, com a chegada do fim de ano, pessoas listem projetos, metas e objetivos para o ano seguinte, mas poucos listam, como um dos focos, a saúde bucal. Pesquisas feitas pelo IBGE mostram, por exemplo, que por não cuidarem do sorriso 40% dos idosos não possuem mais dentes, já um estudo conduzido pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostrou que apenas 46% dos jovens, menos da metade, cuidam dos dentes.

Por isso, a dentista, doutora em dentística restauradora, Paula Cardoso, que possui mais de 20 anos de experiência clínica reforça a importância de que a saúde bucal seja levada a sério como um todo. Ou seja, que as pessoas busquem pelo sorriso perfeito unindo tanto a saúde dos dentes quanto a estética, que fortalece a vitalidade da boca.

“O primeiro passo é buscar um profissional que esteja apto a realizar uma análise ampla do seu sorriso. De forma adequada, o cirurgião dentista deve analisar a macro e a micro estética e, desta forma, lançar mão de referências faciais para determinar o tamanho ideal dos dentes e o que precisa ser feito ali. O bom profissional não terá a visão de só ter uma opção de tratamento e, além disso, deve-se respeitar o desejo do paciente”, explica a doutora.

O fisioterapeuta e empresário, Halan Bastos Lima, de 30 anos, paciente da dra Paula, conta que não estava satisfeito com a estética do seu sorriso, mas que fez uma intensa pesquisa antes de entregar a saúde dos seus dentes a um profissional. “Hoje, após a finalização do tratamento, posso afirmar que as relações que foram construídas estão alicerçadas em pilares de segurança, confiança, respeito e amor. Encontrei na minha dentista uma amiga querida, que com muita competência e profissionalismo, soube identificar as necessidades de expansão da minha alma, fazendo do meu sorriso à janela que possibilitou grandes conquistas”, declarou.

Facetas de cerâmica
Ainda segundo Paula, que também é uma das autoras do livro “Facetas, Fragmentos e Lentes de Contato Cerâmicas”, ao lado do Professor Rafael Decurcio, lançado em janeiro de 2015 e que já se encontra na terceira edição, é importante lembrar que “nem sempre as famosas facetas serão a melhor opção”. “Porém, caso sejam necessárias, para alinhar os dentes mal posicionados com facetas cerâmicas necessita-se obrigatoriamente de preparo, ou seja, desgaste da estrutura dental. O reposicionamento prévio com ortodontia pode evitar esses procedimentos indesejados e proporcionar os almejados preparos com mínimo desgaste, ou até mesmo sem a necessidade de preparos dentários”, afirma.

“A previsibilidade, beleza e longevidade dos trabalhos cerâmicos está intimamente relacionada a seu correto planejamento. As facetas cerâmicas, em especial por sua espessura delicada, merecem a devida atenção quanto ao posicionamento dos dentes”, comenta a dentista.

Gengivoplastia
Apesar ter citado as facetas como uma das soluções para sorrisos esteticamente bonitos, a especialista Paula Cardoso destaca outros métodos, como o método pouco conhecido chamado de gengivoplastia, da especialidade da periodontia. “Nos dias de hoje, é impensado tratar os pacientes com uma visão única, sem propor, no mínimo, uma visão ampla das reais possibilidades de tratamento”, diz.

A gengivoplastia é uma cirurgia utilizada para corrigir e modificar o formato das gengivas. A técnica, que pode também pode incluir a remoção do osso que circunda os dentes. Esse processo, de acordo com a dentista, “traz um papel protagonista, desde a avaliação dos princípios estéticos gengivais e as suas convergências, até atuações que visam à otimização dos resultados, como um sorriso mais bonito e até a prevenção de doenças que acometem a gengiva”, conclui.

Além das facetas e da gengivoplastia, Paula traz os tratamentos comuns, mas de fundamental importância como a ortodontia, os aparelhos dentais, que é mais lembrado pelos pacientes e, que atualmente, podem ter tempo abreviado de tratamento. “Em algumas situações clínicas pode-se aplicar uma ortodontia minimalista, que varia de 6 a 12 meses. Porém, esse conceito deve ser muito bem esclarecido ao paciente”, revela.

Cuidado e higiene sempre
Para concluir, a doutora aponta a máxima que traz como cartão de visita de qualquer pessoa o sorriso, por isso ela recomenda que a escovação, uso de fio dental e a visita semestral ao dentista sejam regras para todos. “Um sorriso saudável é a porta de entrada para bons negócios, contatos pessoais e autoestima. O ideal é que esse sorriso seja conquistado com higienização correta todos os dias e visitas periódicas ao dentista.

“Mas, é indispensável que o paciente procure por bons profissionais odontólogos, para que não haja consequências e prejuízos pós tratamentos. Isto feito, pesquisas em médio e longo prazos têm demonstrado a excelente manutenção da estética, têm trazido alta satisfação do paciente e ausência de efeitos adversos sobre a saúde gengival e dental”, explica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s