Páscoa? “Há religiosos que aprisionam e outros que libertam”

Por Pedro Scalon

Pedro Scalon (Crédito da foto – Fernanda Petrillo)

O Cristianismo é um ramo da arvore do Judaísmo, que tem a mesma raiz semítica do Islamismo, mais também foi influenciado pelo pensamento greco-romano que, por sua vez, por intermédio de pensadores, a exemplo de Pitágoras (c.570 – c.495 a.C) e Platão (427 a.C – 347 a.C) que receberam enormes contribuições do Hinduísmo (do qual brotou o Budismo).

Há três mil anos, a maioria dos seres humanos ainda era reféns de uma estranha mistura de instinto com a débil iluminação racional que apenas despontava. Por esse motivo, até mesmo a religião que surgia nessa época era defensiva. Ela nascia do MEDO, e mandava COBRAR “olho por olho, dente por dente”. Será que as religiões evoluíram? Quais evoluíram mais, quais avançaram menos?

A espécie humana tem um potencial transcendente que se desenvolve paulatinamente. Não penso que determinada religião seja melhor do que a outra. Na verdade, todas elas estão ligadas por uma rede de influências milenares.

Em vez de analisar se um credo é “melhor” do que outro lanço um olhar behaviorista sobre as Religiões e questiono: não é mais importante falarmos sobre comportamentos adequados das pessoas que as integram?

Em todas as religiões …
Há religiosos que aprisionam e outros que libertam.
Há religiosos que espalham o ódio e outros que disseminam o Amor em primeira pessoa.
Há religiosos que geram discórdia e outros que promovem a integração.

Espera-se que as Religiões sejam capazes de evoluir, tonando-se mesmos etnocêntricas (o nosso, é o único caminho da salvação) e mais (todos os caminhos levam a luz quando trilhados com Amor e Liberdade).

As condições evolutivas estão aí para avançarmos e criarmos um mundo mais parecido com aquele do John lennon, Imagine é a canção, que cantei e canto até hoje em rodas, bares e teatros do meu palco de VIDA. Eu nunca compreendia o verdadeiro alcance DAQUELAS PALVRAS cheias de ousadia e libertação, a mesma que, geralmente, falta a muitos sacerdotes:

You may say that I’m a dreamer
But I’m not the only one
I hope someday you’ll join us
And the world will be as one

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s