Registro dos bebês da quarentena

Fotografias dos recém-nascidos para eternizar o momento e mostrar aos entes queridos o rostinho do novo ser, já que com a pandemia do Coronavírus as pessoas não podem fazer visitas na maternidade ou em casa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eles estão nascendo sem direito à visita de familiares e entes queridos. Não conhecem avós, tios, primos e amigos dos papais. Outros não podem ter nem seus pais por perto nos exames de pré-natal. Ou, pior, quando suas mães entraram em trabalho de parto ou se recuperam após seu nascimento. Alguns tiveram que permanecer na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisam ver as mães por teleconferência. Esses são os bebês da quarentena. Eles estão vindo ao mundo quando o planeta já não é mais o mesmo e medidas de isolamento são impostas pela pandemia de Coronavírus.

O mundo mudou e jamais ele será o mesmo, isso já é um fato na vida de todos. A forma de celebrar a vida também mudou as chegadas e partidas, já não são mais as mesmas. E para a fotógrafa Samara Christiny Estevão o nascimento de um bebê, que antes era rodeada de pessoas, um grande evento que movimentava toda a família ao redor do pequeno(a) que acabará de chegar, hoje se limita apenas a mamãe e o papai.

“O novo Coronavírus nos roubou esse momento. Não roubou a alegria da chegada, já não podemos estar juntos para celebrar. Com isso a fotografia de parto se tornou uma grande e poderosa aliada neste período de tantas mudanças e incertezas. Ela é capaz de aproximar o recém-chegado à sua família, aproximar a mãe e o pai “recém-nascidos”, cheios de dúvidas e incertezas, daqueles que tanto cuidaram deles na gestação”, enfatiza Samara.

Nestes dias de isolamento social a primeira imagem vem através da fotografia, para aqueles avós e bisavós que nem sequer sabem o dia que poderão pegar seu netinho(a) no colo pela primeira vez.  A foto vem mais uma vez afirmar e reforçar a sua importância, em um momento de caos. Esse vírus que tenta nos isolar dos grandes acontecimentos da vida, dos grandes momentos, dos mais importantes para qualquer família.

“Sou fotógrafa de parto, eu conto o início da vida de alguém, da forma como vejo, através das lentes da minha câmera, através do meu olhar. E isso aproxima famílias que estão distantes neste momento”, explica a profissional.

Para eternizar o momento
“Eu pensei bastante a respeito da fotografia de parto, se realmente seria necessário, pois quando estava gestante não me sentia na melhor forma física. Mas pensei melhor e resolvi registrar a chegada do meu maior presente em meio a uma pandemia mundial”, relembra Natielly Beserra, mãe de primeira viagem da Laura, que nasceu no dia 13 de abril deste ano.

Foi no dia do parto que Natielly percebeu a importância e a diferença que faz uma fotógrafa. “Foi possível captar todos os momentos, o primeiro suspiro fora da minha barriga, choro, sorriso ao escutar a minha voz, as lágrimas de emoções de nós papais ao ver nosso bebê pela primeira vez, todos esses momentos tão importantes que não seriam registrados caso não tivesse uma profissional para isso. Porque na hora do parto, nós pais estamos ocupados conhecendo nosso bebê e ter que se preocupar em tirar fotos é ruim, sem contar na resolução e ângulos das fotos que ficam melhores”, conta.

A mamãe de primeira viagem chegou a conclusão que vale muito a pena esse registro. “Foi o registro mais lindo de nossas vidas, cada foto nos fez reviver o momento e com certeza farei novamente caso tenha outro neném”, disse Natielly.

“É a vida de alguém que começa, e eu estou lá. O mundo mudou, mas a vida continua acontecendo  através dos médicos, dos enfermeiros, da emoção da mãe, do olhar assustado do pai, através do primeiro choro, através da fotografia”, finaliza Samara.

A fotógrafa Samara Christiny Estevão

 

As mudanças nos hospitais para a chegada dos bebês durante a Pandemia
Em tempos de isolamento\distanciamento social, várias atividades tiveram que ser reinventadas. Na medicina não foi diferente! Os procedimentos eletivos foram suspensos ou adiados, a fim de serem priorizados os considerados essências.

A obstetrícia, área famosa por nunca parar ou descansar, teve que se modificar, mas não pôde ser paralisada nem mesmo nos consultórios. A gestação tem peculiaridades diferentes em cada mês, a gestante precisa ser vista, exames devem ser realizados, para que não se deixe passar nenhum detalhe que vá interferir no bem-estar binômio mãe e filho.

Segundo a médica obstetra Fernanda Marques, nas maternidades muitas coisa mudaram. As portas, antes sempre abertas, tiveram que restringir a entrada de visitantes para a segurança das mães e dos recém-nascidos. O acompanhante ainda é permitido e necessário junto à gestante, durante o pré, intra e pós-parto, mas apenas um acompanhante, para auxiliar a puérpera nos primeiros cuidados com o bebê, mesmo em acomodações privativas.

“Os quartos, que sempre foram ambientes barulhentos e coloridos, decorados com balões, lembrancinhas e doces, passaram a ser silenciosos, e a prioridade passa a ser máscara, luvas e álcool 70 %”, reforça a obstetra.

Até então a presença dos avós ou familiares mais próximos é permitida apenas no momento do nascimento, que é presenciado através da janela de vidro do centro cirúrgico e logo em seguida são direcionados para a saída.

A equipe multiprofissional também passou por mudanças de condutas e treinamento, para que seja priorizado o essencial, sem perda da qualidade de assistência obstétrica.

Se a mãe tem sintomas da doença, ainda assim , segundo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o bebê tem direito ao alojamento conjunto com sua mãe e está permitida a amamentação, resguardados os devidos cuidados com a transmissão.

“Ainda não se tem muitas informações confiáveis e comprovadas a respeito da covid-19 e seus efeitos na gestação, mas certamente os cuidados com cada gestante devem ser redobrados e o atendimento deve seguir normas de segurança”, explicou Fernanda Marques.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s