Sedentarismo na pandemia pode provocar lesões como a lombalgia e hérnia de disco

Ficar horas sentado, manter postura inadequada e não realizar atividades físicas pode ocasionar sérias inflamações na coluna

O ortopedista Maurício Morais

Já são quatro meses de enfrentamento à pandemia da Covid-19 e de adaptação constante às dificuldades que o isolamento social impôs; dentre elas, a impossibilidade de frequentar academias e manter rotina de atividades físicas, o que é essencial para o bom funcionamento do organismo e prevenção de doenças.

Com as academias fechadas, muitas pessoas não conseguiram manter a rotina de exercícios físicos em casa, e passaram a se habituar ao sedentarismo. Outras, que já não tinham costume de se exercitar diariamente, se tonaram ainda mais sedentárias e têm sofrido com a piora de lesões e inflamações na coluna.

Nos consultórios médicos, a reclamação de dor na coluna, sobretudo na região lombar, é recorrente. “As pessoas que tinham o hábito de uma rotina com atividades físicas sentiram os músculos se enfraquecerem. E, as que não tinham, reclamam do agravamento de lesões, porque passaram a ficar ainda mais horas sentadas, se locomovendo somente dentro de casa”, observa o ortopedista Maurício Morais.

O médico explica que a musculatura responsável por estabilizar a coluna, sobretudo na região lombar e do abdômen, fica mais relaxada e enfraquecida, pela falta de exercícios. “Sem essa proteção da força dos músculos, as pressões sobre a coluna aumentam, o que provoca o surgimento de inflamações e lesões”, ressalta.

De acordo com o especialista, as lesões mais comuns são a lombalgia e a hérnia de disco, que pode surgir ou se agravar em um período longo de sedentarismo. “Ficar muitas horas sentado e não fazer nenhuma atividade física provoca flacidez dos músculos do tronco, que estão ligados ao desgaste dos discos que ficam entre as vértebras da coluna. Os discos precisam de movimentação para se manter firmes e lubrificados, e não se deslocarem. Quando eles se deslocam, acontece o que chamamos de hérnia de disco. Quando a lesão não é muito séria, é possível tratar com medicação e fisioterapia. Mas quando se agrava, é necessária a realização de cirurgia”, explica.

O que fazer?

Mesmo com as academias se preparando para reabertura, muitas pessoas não se sentem seguras para retomar as atividades, e pretendem esperar mais alguns meses. Maurício afirma que, quando não é possível manter a rotina de atividades físicas em casa, pela falta de estrutura ou acompanhamento profissional, a pessoa pode manter o alongamento diário, buscar se sentar sempre com a postura reta, e fazer pausa de dez minutos a cada hora, caminhando um pouco pela casa.

“O alongamento não costuma ter restrições, porque se trata de exercícios leves, de relaxamento e preparo da musculatura, e quase todas as pessoas sabem fazer pelo menos alguns deles. Então, o recomendado é fazer ao menos dez minutos de alongamento diariamente. Se a pessoa mantiver o alongamento diário, as pausas necessárias e a postura adequada da coluna, dificilmente sofrerá com dores e lesões”, assegura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s