[Aguçando Paladar] A escolha correta do vinho para agradar

Por Johny Cândido

Vinho bom não é vinho caro. Bretas conta com sommelier para auxiliar na escolha

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para se ter uma noite romântica não é preciso gastar muito. Um bom vinho e um petisco criam um clima gostoso e especial. A escolha do vinho não pode ser um empecilho. Muitos acreditam que vinho bom é vinho caro, mas isso não é verdade. O que mais importa para a escolha certa é a combinação da bebida com a ocasião e o prato que será servido.

Por isso, aproveitando que o inverno chegou, o Bretas convidou o sommelier Hélio Vieira de Almeida para fazer algumas combinações saborosas e com preços acessíveis.

Com menos de R$ 40, é possível harmonizar o vinho argentino Don Valetin (R$ 28,59) com alguns queijos brancos, como gorgonzola (R$ 58,99 o quilo) ou até mesmo um pão. As sugestões são italiano, ciabata ou bagete. Este vinho é um blend de Malbec,  Cabernet  e Merlot e é indicado para quem gosta de sabor mais forte.

Para quem pode gastar um pouco mais, o sommelier ainda indica um risoto de gorgonzola, uma carne vermelha ou um fondue de gorgonzola (São Vicente R$ 18,49). O vinho chileno Cousiño Macul (R$ 39,30) segue a mesma harmonização do Don Valetin. Segundo o sommelier, ambos possuem um paladar mais forte e um final mais potente.

E quem disse que vinho não combina com doce. Se a ideia é comer acompanhado de um chocolate, o sommelier explica que as duas opções combinam, mas o chocolate deve ter no mínimo 60% de cacau. “Com chocolates escolha um bom vinho tinto”, pontua.

Outra opção é o vinho português JP Azeitão (R$ 34,90). Esse blend de Syrah, Castelão e Aragonez combina perfeitamente com queijos amarelos. Uma opção é montar uma mesa com goudan (R$ 79,90 kg), edam (R$ 69,90 kg) ou do reino (73,99 kg). No Bretas é possível encontrar todas essas opções em pedaços fracionados a partir de 100 gramas.

O sommelier Hélio Vieira de Almeida

Calor
Se a preferência for celebrar a data em um lugar mais quente, a dica é tomar um rose, que é mais refrescante. Uma boa opção é o Villa Francioni (R$ 99,90), que deve ser consumido gelado. “Para a sensação mais frutada deste vinho é indicado frutas, como morangos e uvas ou até mesmo queijos mais leves, como bree com geleia de frutas vermelhas.”

Com a harmonização é possível realçar o que os pratos têm de melhor e tornar a experiência gastronômica ainda mais agradável além de descobrir inúmeras combinações

O Bretas possui uma completa adega com preços que variam entre R$ 15,99 – o argentino Viejo Vinedo – e R$ 769,90 (oferta especial) – o chileno Don Melchior.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s